O Cónego

by A. M. Pires Cabral | Literature & Fiction |
ISBN: 9789727952205 Global Overview for this book
Registered by ichigochi of Vila Nova de Gaia, Porto Portugal on 4/28/2014
Buy from one of these Booksellers:
Amazon.com | Amazon UK | Amazon CA | Amazon DE | Amazon FR | Amazon IT | Bol.com
7 journalers for this copy...
Journal Entry 1 by ichigochi from Vila Nova de Gaia, Porto Portugal on Monday, April 28, 2014
Um jovem padre começa a sua vida a paroquiar uma pequena aldeia no nordeste transmontano, onde está ainda muito viva a memória de um certo Cónego - espécie de figura tutelar e personagem controversa, que logo atrai a sua curiosidade: anjo ou demónio? Apostado em reconstituir a figura do Cónego, recolhe, na sua busca da verdade, os testemunhos mais desencontrados, entre os quais procura penosamente abrir caminho. A obra O Cónego é um romance compósito, por vezes com laivos de policial, outras vezes de picaresco, ora comovente, ora divertido.
A. M. Pires Cabral - não enjeitando embora a herança de Camilo Castelo Branco, Aquilino Ribeiro e Agustina Bessa-Luís - pretende sobretudo nesta obra contar uma história de forma desenvolta, à sua maneira muito pessoal, e ao mesmo tempo recriar o ambiente rural nordestino nas primeiras décadas do século passado.

Journal Entry 2 by ichigochi at Vila Nova de Gaia, Porto Portugal on Thursday, May 15, 2014
Este livro foi o escolhido para a tertúlia de Maio do Clube Literário de Gaia.
Nesta thread do fórum ou neste post do blog, podem ler o meu resumo dessa discussão com a presença do próprio autor.

Journal Entry 3 by ichigochi at Vila Nova de Gaia, Porto Portugal on Sunday, June 15, 2014
E saiu em bookring.
Já ficou ontem nas mãos da conto, no piquenique BC de Via Real.

Depois vai passar pelas mãos de:
-irus
-Pequete
-marialeitora
-ladylouve
-FallenAngels
...

Journal Entry 4 by wingcontowing at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Sunday, June 15, 2014
Ora nem mais, já está comigo!
Muito obrigada pela oportunidade ichigochi.

Journal Entry 5 by wingcontowing at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Friday, July 11, 2014
Terminado e a seguir caminho já hoje para a irus.

Este livro fez-me lembrar imenso os clássicos portugueses, de facto. O Camilo e o Aquilino sim, mas também o Júlio Dinis. Menos naquilo que este tem do romantismo do séc. XIX e antes na estética mais realista, nomeadamente no que se refere à lentidão da narrativa, à averiguação da verdade e ao tratamento de temas familiares e quotidianos.

É um livro muito bem escrito e que se lê bem, com muitos pormenores interessantes do dia-a-dia numa aldeia transmontana na primeira metade do século XX. E pronto. Quero com isto dizer que apesar de ter gostado não me fascinou. Falta-lhe alguma força ou... algo; que não sei o que seja.

Mas gostei de o conhecer e tenho a sensação que gostaria ainda mais de conhecer o escritor. Deve ser um personagem realmente interessante e ter histórias fantásticas para contar. :)

Duas notas interessantes:
Uma, é transcrição de um assento de baptismo de 1868 e que às tantas refere que "(...) baptisei solemnemente hum indevido do sexo masculino a quem dei o nome de Francisco (...)". (adorei este "indevido"!!)

Outra é uma reflexão final, como que súmula das muitas que abundam no livro sobre "A verdade. O que é a verdade? De que madeira, pedra ou metal é que a verdade é feita? Onde se esconde, porque se esconde? Existe a verdade - ou é apenas uma variante perversa da mentira? Ou vice-versa? (...)
Assim como uma fatia de pão é ainda pão, mas não é o pão, e uma medida de vinho é ainda vinho, mas não é o vinho - uma parcela de verdade é ainda verdade, mas não é a verdade."

Obrigada por mais esta partilha ichigochi.

Journal Entry 6 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Tuesday, July 15, 2014
E chegou O Cónego à sua terra, ou seja a Trás-os-Montes. Darei notícias em breve

Obrigada ichigochi pela partilha e conto pelo envio tão rápido - rápido demais, diria, agora que estou afogada em livros

Journal Entry 7 by Pequete at Bragança, Bragança Portugal on Saturday, July 19, 2014
Como a irus continua afogada, eu - qual bóia salvadora - vim dar uma mãozinha. Não que tenha pouco que ler, mas com algum esforço, ainda consigo ter pé. E como gosto muito deste autor, apesar de estar a ler outros ao mesmo tempo, não consegui resistir e já comecei mais este. E promete.

Journal Entry 8 by Pequete at Bragança, Bragança Portugal on Tuesday, July 29, 2014
Já o terminei há uns dias, mas agora está a ser lido pelo Pequeteco, após o que seguirá para a irus.
Gostei muito deste livro: está muito bem escrito, os personagens são credíveis e é fácil imaginá-los reais (o livro aliás, faz referência a algumas pessoas que realmente existiram, o que me deixa curiosa acerca da possível existência do cónego Ochoa propriamente dito). À história principal, passada em sítios que conheço bem, o que tornou a leitura ainda mais interessante, juntam-se pequenos episódios que têm um sabor realmente transmontano e me fizeram lembrar histórias que conheço. Muito bom.

Journal Entry 9 by Pequete at Bragança, Bragança Portugal on Thursday, August 07, 2014
E o Pequeteco entretanto também já o leu e a opinião é unânime: muito bom. Vou passá-lo à irus, assim que conseguir estar com ela.

Journal Entry 10 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Thursday, September 04, 2014
Muito vastas, estas distâncias transmontanas, que fazem com que um livro demore mais de um mês a chegar à vizinhança.
Mea culpa, ichigochi, que não arranjei um tempinho para me achegar (como se diz por aqui) a casa da vizinha Pequete e lá recolher o livrinho.

Agora sim, irá diretamente a mesinha de cabeceira, para me ajudar a embalar os sonhos.

Journal Entry 11 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Thursday, September 25, 2014
Gostei do livro, sobretudo por reconhecer as paisagens, os hábitos, as personagens, até o forma de falar destas vizinhança transmontana. À parte o facto de já não haver párocos nas aldeias - nem sequer missas semanais, quanto mais diárias - e dos transportes, estradas e alguma modernidade ter chegado, ainda há muitos resquícios desse conservadorismo, sobretudo no que respeita ao tratamento diferenciado dado às mulheres.

Gostei também de ver o conhecimento que o autor tem de Bragança e arredores. A rua do Fervença, os bairros de Vale d'Alvaro e do Loreto são locais que existem e ainda hoje servem de referência quando alguém quer dar uma indicação. E até a Pensão Rucha (onde o cónego ia almoçar) ainda existe, agora encravada entre duas lojas dos chineses.

O que menos gostei foi a beatice do padre narrador, que me pareceu algo hipócrita, não perante os outros, o que era natural, mas perante ele mesmo. Sendo um jovem padre, na flor da idade, seria plausível que (tal como com os outros membros do clero) também ele fosse sujeito às tentações da carne, nem que fosse só em pensamentos. Mas nada indica que isso aconteça. Parece-me perfeito demais para ser credível.

Obrigada ichigochi. Vou enviá-lo à marialeitora.

Journal Entry 12 by marialeitora at Vila Real, Vila Real Portugal on Friday, October 03, 2014
Já chegou há uns dias...tenho-me esquecido da JE. Desculpem! Está bem entregue :)

Journal Entry 13 by marialeitora at Vila Real, Vila Real Portugal on Thursday, October 23, 2014
Acabado e já contactada a lady para o envio.
Gostei! Só conhecia a poesia de Pires Cabral e nunca tinha lido nada em prosa. Este livro dá-nos um retrato interessante do Trás-os Montes profundo que só quem cá vive conhece...ou melhor, só quem vive numa aldeia como Vilarinho dos Castelhanos conhece.
Achei o narrador um pouquinho irritante e a obsessão pela história do cónego um pouco forçada mas há personagens fascinantes!
Obrigad

Journal Entry 14 by ladylouve at Lisboa - Benfica, Lisboa (cidade) Portugal on Tuesday, November 04, 2014
Pareceu demorar uma eternidade a chegar, mas aqui está ele! :)

Irei lê-lo assim que terminar os outros do bookcrossing que aqui estão, o que não deve demorar muito. Obrigada pelo envio e pela partilha!

Journal Entry 15 by ladylouve at Lisboa - Benfica, Lisboa (cidade) Portugal on Friday, November 21, 2014
Depois de muita confusão na chegada, assentei arraiais e li o livro de uma assentada.

Adorei, há imenso tempo que não lia um livro que me desse tanto gosto como este. Desenvolvimentos em: http://naomeapeteceestudar.blogspot.pt/2014/11/o-conego.html

Muito obrigada pela partilha!

Irei contactar a próxima e seguirá assim que tiver a morada. :)

Journal Entry 16 by ladylouve at Lisboa - Benfica, Lisboa (cidade) Portugal on Wednesday, December 03, 2014

Released 4 yrs ago (12/3/2014 UTC) at Lisboa - Benfica, Lisboa (cidade) Portugal

CONTROLLED RELEASE NOTES:

Vai partir! Agora mesmo ;)

Journal Entry 17 by FallenAngels at Parede, Lisboa (distrito) Portugal on Tuesday, December 09, 2014
Está comigo! Obrigada!!

Journal Entry 18 by FallenAngels at Parede, Lisboa (distrito) Portugal on Wednesday, April 29, 2015
Confesso a minha ignorância...não conhecia a escrita de A.M. Pires Cabral e por isso, ichigochi, agradeço sinceramente a oportunidade, apesar de ter abusado do tempo que o retive.

Claro que foi uma leitura bastante agradável. O fio condutor está bem delineado, mas o que mais fascina são as personagens. A simplicidade e frontalidade com que são caracterizadas, faz com que a leitura seja deliciosa e fiquei sempre à espera que novidades me traria o novo capítulo. E a verdade? Ah, a verdade...nunca sabemos, pois não?

Journal Entry 19 by ichigochi at Vila Nova de Gaia, Porto Portugal on Monday, May 11, 2015
Está de volta a casa.

Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.