Senhora Oráculo

by Margaret Atwood | Literature & Fiction |
ISBN: Global Overview for this book
Registered by wingcontowing of Lisboa (city), Lisboa (distrito) Portugal on 3/3/2011
Buy from one of these Booksellers:
Amazon.com | Amazon UK | Amazon CA | Amazon DE | Amazon FR | Amazon IT | Bol.com
2 journalers for this copy...
Journal Entry 1 by wingcontowing from Lisboa (city), Lisboa (distrito) Portugal on Thursday, March 03, 2011
As primeiras frases do livro, geniais (in my humble opinion):
"Planeei com todo o cuidado a minha morte; ao contrário da minha vida, que passou sinuosamente de uma coisa para outra, apesar das minhas débeis tentativas para a controlar. A minha vida tinha tendência a dispersar-se, a tornar-se lassa, a fazer arabescos e festões como a moldura de um espelho barroco, o que acontecia por seguir a lei do menor esforço."

Da badana:
"De gorda a magra, de ruiva a morena, de Londres a Toronto, de conde polaco a marido radical, de autora de romances de cordel a poeta distinta, Joan Foster sente-se completamente confusa com a sua vida de múltiplas identidades. Decide fugir para Terremoto, uma vila italiana, com o intuito de retomar o controlo sobre a sua vida. Mas primeiro terá de organizar a sua morte... Um romance notável que esclarece uma vez mais por que razão Margaret Atwood é considerada uma das melhores escritoras do nosso tempo."

Journal Entry 2 by wingcontowing at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Wednesday, April 13, 2011
Foi o terceiro romance publicado pela autora. Será por isso que ainda a encontro aqui longe do que mais gostei dela? Talvez, mas seja como for, com Margaret Atwood até os livros menos bons ou de que gostamos menos são brilhantes e apenas não são os melhores dela. Mas tudo funciona numa catalogação à parte, não comparável com a maioria de outros autores e outros livros que vamos lendo.
Neste caso, a "narradora" é uma mulher paranóica até à desespero e é difícil perceber como se consegue escrever tanto e de forma tão clara sobre uma mente e uma vida tão confusas como as de Joan Foster; mas é isso que sucede. Ou como dizia Jorge Manuel Lopes na TimeOut, "A cabeça de Joan Foster é um sítio estilhaçado, e Margaret Atwood tem a inteligência de dar-lhe não mais do que o módico de ordem necessário para transmitir sentido ao que escreve".
Mais um livro imperdível de uma autora fascinante.

A passar aos restantes aficcionados da "seita".

Journal Entry 3 by kizmiaz at Belém , Lisboa (cidade) Portugal on Friday, May 06, 2011
já cá está mas vai ter de aguardar a sua vez.

Journal Entry 4 by kizmiaz at Belém , Lisboa (cidade) Portugal on Sunday, July 31, 2011
Pouco tenho a acrescentar ao que a Conto disse, de facto não é dos livros da Atwood que mais me cativou embora a escrita da autora seja fascinante a história perdeu-me muito rapidamente.
Senti o mesmo quando li A Mulher Comestível e Robber Bride da mesma autora, livros ligeiramente interessantes em que a história me levou ao bocejo mas que a forma como estavam escritos me manteve atento até ao fim.
Foi uma leitura agradavel e num livro da Atwood isso sabe a muito pouco.

Journal Entry 5 by wingcontowing at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Thursday, September 15, 2011
Ai, ai... ele regressou a casa quase logo a seguir à JE do K, eu é que não disse nada aqui, sorry!

Disponível agora para quem quiser "dar uma voltinha".

Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.