o remorso de baltazar serapião

by Valter Hugo Mãe | Literature & Fiction | This book has not been rated.
ISBN: 9728998961 Global Overview for this book
Registered by Jota-P of Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on 5/15/2009
Buy from one of these Booksellers:
Amazon.com | Amazon UK | Amazon CA | Amazon DE | Amazon FR | Amazon IT | Bol.com
3 journalers for this copy...
Journal Entry 1 by Jota-P from Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Friday, May 15, 2009
Emprestado à fungaga.

Journal Entry 2 by fungaga from Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Thursday, May 21, 2009
Tinha algum preconceito contra o valter hugo, por causa de ele não usar maiúsculas e tal... depois de o ouvir na I Convenção Nacional de Bookcrossing rendi-me aos seus argumentos e ataquei furiosamente este livro, tão generosamente cedido pelo jota (há quem diga que praticamente lho arranquei das mãos, mas são más línguas...).

Bem, quanto ao livro, aquilo que se me oferece dizer é que está muitíssimo bem escrito e que me agarrou logo nas primeiras páginas. Só perdi o ritmo mais ou menos a meio, mas logo o apanhei de novo e foi num ápice que o acabei.

Penso que a comparação com Saramago, pelo menos nesta obra, é inevitável. O facto de se passar na Idade Média reforça a comparação, dado que Saramago tem muitos romances históricos ou de época. Este, não é propriamente um romance histórico, eu diria que é uma história sem época, embrutecida ainda mais pela Idade Média (ou pela ideia que temos dela) - agora fiquei a pensar se o autor não nos quereria dizer que a violência é algo de medieval, que já devia ter passado à história, mas devo estar a ficar rebuscada com o adiantado da hora...

Voltando à comparação com Saramago, penso que o valter hugo mãe é uma versão nova e refrescada do Saramago e digo isto como elogio e não como sugestão de que ele copia demasiado o mestre.

Quanto à história, é realmente violenta. Eu passei sem acidente a temida página 70, mas apenas porque para mim o murro no estômago começou bem mais cedo, aí por volta das páginas 40 e tal, e fiquei anestesiada para o horror em crescendo que caracteriza o resto do livro. Mas também no conflito amor/violência o autor se sai muito bem, conseguindo manter-nos, até ao fim, presos nessa dualidade.

Acho que nunca escrevi uma JE tão grande, é em homenagem ao Jota! Termino dizendo que as maiúsculas não me fizeram falta nenhuma. Aliás, a sua ausência proporcionou-me uma leitura mais encadeada, mais embalada do livro. Aguardo para ver se será assim com outros do autor.

Obrigada, Jota!

Journal Entry 3 by Jota-P from Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Saturday, May 23, 2009
Que grande JE! Assim é que é, fungaga! Obrigado por uma opinião tão completa. Gosto de saber o que as pessoas acham dos livros que lêem.

Este já está comigo e será lido brevemente! Obrigado por teres tomado tão bem conta dele. E não mo arrancaste das mãos. Fizeste muito bem em pedir-mo. Fico contente por não ter sido uma desilusão.

Journal Entry 4 by Jota-P at Lisboa, -- Por correio / mão própria -- Portugal on Monday, January 11, 2021

Released 1 mo ago (1/12/2021 UTC) at Lisboa, -- Por correio / mão própria -- Portugal

CONTROLLED RELEASE NOTES:

Este livro vai para uma das aniversariantes de Fevereiro. Tendo em conta esta entrada no fórum, ela ainda não o leu.

Sei que li este livro há muito tempo, mas confesso que já não me lembro da história. Fiquei, contudo, com a ideia, de que não gostei muito de o ler (como quase todos os livros de VHM que vim a ler posteriormente), por haver nele personagens brutais e misóginas (como em muitos outros livros posteriores deste autor)...

Espero que a aniversariante de Fevereiro venha a aproveitar mais do que eu este livro e que, para ela, não seja um "castigo" lê-lo!

Journal Entry 5 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Thursday, January 14, 2021
Tens razão, não li este livro (aliás, só li 2 do vhm), mas como não é muito grande e tem letra granita, acho que não tardará muito para pegar nele (embora me tenha "assustado" um pouco com a JE da fungaga e com a tal famigerada página 70). Mas também é verdade que sou uma rapariga valente :)

Obrigada Jota-P, por este pontapé de saída para o meu aniversário.
E vivam os aquarianos!

Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.