A Elegância do Ouriço (BOOKRAY)

by Muriel Barbery | Literature & Fiction |
ISBN: Global Overview for this book
Registered by Melrita of Figueira da Foz, Coimbra Portugal on 4/25/2009
Buy from one of these Booksellers:
Amazon.com | Amazon UK | Amazon CA | Amazon DE | Amazon FR | Amazon IT | Bol.com
10 journalers for this copy...
Journal Entry 1 by Melrita from Figueira da Foz, Coimbra Portugal on Saturday, April 25, 2009

Edição: 2008
Páginas: 280
Editor: Editorial Presença

É um livro bastante filosófico


É num edifício situado num bairro rico de Paris e habitado por uma burguesia rica e snobe, que decorre este emocionante romance contado a duas vozes. Alternadamente, as duas protagonistas vão dando a conhecer o seu bairro e as pessoas que as rodeiam. Renée é uma porteira de 54 anos, cultíssima autodidacta e apaixonada pela pintura naturalista holandesa, por filosofia, pelo cinema japonês e uma devoradora de livros. Paloma, a segunda protagonista, é uma adolescente de 12 anos, astuta, que percebe mais do mundo à sua volta do que aquilo que aparenta, e que deseja suicidar-se no dia do seu décimo terceiro aniversário.

Entre a aparente humildade e ignorância de Renée e de Paloma, aparece um novo morador no prédio: o senhor Ozu, um japonês que inicia uma relação de amizade com ambas, formando-se um pequeno trio que terá para todos um papel redentor. Um livro terno, divertido e com personagens que irão cativar os leitores desde a primeira página.

Críticas de imprensa:

«Os pequenos prazeres da existência, esses instantes perfeitos em que, por vezes, tudo bascula, Barbery capta-os com a nostalgia intemporal de um Marcel Proust e a frescura de um Philippe Delerm. Espirituoso, inteligente e escrito numa língua melodiosa, este conto filosófico tem algo de japonês: consideravelmente leve, delicado como a poesia tradicional japonesa.»
L’Express
«Dizer que Muriel Barbery é dotada seria dizer pouco. [...] Se, aos 37 anos, ela já é capaz de uma tal virtuosidade, como será no futuro?»
Le Nouvel Observateur

«A autora de A Elegância do Ouriço sublinha que sente prazer em escrever. Um prazer plenamente partilhado.»
Le Figaro

«Nunca ninguém imaginou que este livro terno e engraçado, com uma veia filosófica, pudesse alcançar tamanho sucesso. Para alguns, é em parte O Mundo de Sofia de Jostein Gaarder, e em parte O Senhor Malaussène de Daniel Pennac. Enquanto que a outros lembra o filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain. Seja como for, a resposta do público foi muito expressiva.»
Le Monde

«A fórmula que fez com que mais de meio milhão de leitores em França se apaixonasse por este livro tem, entre outros ingredientes, um humor inteligente, sentimentos delicados, um excelente enquadramento literário e filosófico, bom gosto, sofisticação e substância.»
La Repubblica

BookRAY:
01. Betita
02. marialeitora
03. felicidade
04. ichigochi
05. Maggie1984
06. pipa87
07. micazy
08. Libelinhar
09. folha-de-outono

NÃO TEM REGRESSO. ESTÁ EM VENTO PERMANENTE.


Journal Entry 2 by Betita on Tuesday, May 05, 2009
Já está comigo!
Bjt

Journal Entry 3 by Betita on Wednesday, May 27, 2009
Um livro bastante filosófico que nos faz pensar naquilo que realmente importa na nossa vida e nas coisas supérfluas a que damos importância no dia a a dia, mas sobretudo se mostramos o nosso verdadeiro "eu".
Custou-me um pouco a entrar na história, mas depois foi como uma "lufada de ar fresco".
A relação que se estabelece entre Renée, Paloma e Ozu é muito bonita, mas o final... bem, foi mesmo inesperado :S
Faz referencia a muitas obras literárias que eu gostaria de ler, mesmo as mais Filosóficas, a música e mesmo a cinema.
Este é um livro que muita gente deveria ler, para assim se conseguir encontrar e perceber que não basta parecer mas sim SER.

"Vejamos a primeira.
Há milénios que, entre os "conhece-te a ti mesmo" e os "penso logo existo", não se pára de glosar acerca dessa ridícula prerrogativa do homem que é a consciencia que ele tem da sua própria existência e sobretudo a capacidade que essa consciencia tem de se tornar a si mesma por objecto."
(pag.47)


"E vamos à segunda questão: que conhecemos nós do mundo?
A esta pergunta, os idealistas como Kant respondem.
Que respondem eles?
Respondem: pouca coisa.
O idealismo é a doutrina segundo a qual só podemos conhecer o que é apreendido pela nossa consciencia, essa entidade semidivina que nos salva da bestialidade. Conhecemos do mundo o que a nossa consciencia dele pode dizer por ser o que ela apreende - e nada mais."
(Pag.49)

Bem haja Melrita por esta oportunidade.
Segue esta semana ainda para a Marialeitora!

29/05/2009
Seguiu hoje!

Journal Entry 4 by marialeitora from Vila Real, Vila Real Portugal on Tuesday, June 02, 2009
e chegou...e já dei uma vista de olhos e acho que vou gostar...

Journal Entry 5 by marialeitora from Vila Real, Vila Real Portugal on Sunday, June 07, 2009
O melhor livro que li este ano. adorei.personagens improváveis: uma porteira erudita, uma adolescente sobredotada e um japonês charmoso tudo numa história deliciosa com monts de referências da literatura, da Filosofia, da música clássica. para saborear. vou comprá-lo!


segue para a felicidade logo que tenha a morada

Journal Entry 6 by felicidade from Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Sunday, June 21, 2009
Chegou esta semana e vou iniciar agora a leitura.

Obrigada pelo envio!

Journal Entry 7 by felicidade from Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Monday, July 06, 2009
Confesso que não gostei do livro1 Talvez porque era um livro sobre o qual tinha expectativas elevadas.
Nãp é o meu género de leitura porque acaba por ser filosofico demais. No entanto, li até ao fim.

Segue para o próximo inscrito assim que tiver a morada.

Obrigada pela partilha!

Journal Entry 8 by ichigochi from Vila Nova de Gaia, Porto Portugal on Wednesday, July 29, 2009
Chegou hoje e já comecei a lê-lo.
Obrigada Melrita e felicidade :)

Journal Entry 9 by ichigochi from Vila Nova de Gaia, Porto Portugal on Tuesday, August 18, 2009
Gostei de quase tudo neste livro.
Gostei da ideia da história, gostei das personagens, da maneira fácil e quase espontânea como a relação entre as 3 personagens principais se estabelece, com o "reconhecimento" de quem são realmente por trás das máscaras que usam...
Só achei que por vezes as divagações filosóficas eram demasiado extensas, apetecia-me ver a história a desenvolver-se mais rapidamente. E também houve uma ou outra coisa que não me convenceu na tradução (ex: utilização de "jornal" em vez de "diário").

Muito obrigada pela partilha Melrita.
O livro já seguiu ontem para a Maggie1984.

Journal Entry 10 by Maggie1984 on Wednesday, August 19, 2009
Já está comigo. Obrigada, meninas.

Journal Entry 11 by Maggie1984 on Wednesday, December 02, 2009
Tenho pena mas não consegui ler o livro. O tempo está muito escasso e o tamanho da pilha Tbr teima em não diminuir. Segue hoje para uma pipa87. Peço imensas desculpas , Melrita.
: (



Journal Entry 12 by pipa87 from Aveiro, Aveiro Portugal on Monday, December 21, 2009
Chegou!

Journal Entry 13 by pipa87 from Aveiro, Aveiro Portugal on Friday, December 25, 2009
Gostei muito!
Ao inicio estava a custar-me um pouco interessar-me pela história, mas aos poucos fui ficanco agarrada à leitura e não larguei até terminar.
Gostei muito da filosofia de vida que envolve, mas o final deixou-me com um sabor amargo na boca.
Segue em breve para a seguinte pessoa da lista.
Obrigada pela partilha!

Journal Entry 14 by micazy from Costa da Caparica, Setúbal Portugal on Wednesday, January 06, 2010
Chegou! Obrigada :)

Journal Entry 15 by micazy from Costa da Caparica, Setúbal Portugal on Wednesday, January 20, 2010
ADOREI este livro! Sem dúvida mais uma descoberta fantástica do bookcrossing. Sim, há partes de delirio filosófico que não são tão interessantes, mas que são essenciais ao enredo.
Também em tempos tive uma porteira no prédio onde vivo que adorava ler. Apesar de nunca ter tido a oportunidade de ir muito longe nos estudos, era uma pessoa com uma cultura acima da média. Tinha muito tempo disponível por isso via documentários muito interessantes, lia muito e eu acabava por ter com ela conversas muito interessantes.
Obrigada pela partilha, Melrita! Seguiu hoje para a Libelinhar.

Journal Entry 16 by Libelinhar from São Domingos de Rana, Lisboa (distrito) Portugal on Friday, January 29, 2010
Chegou hoje!
Obrigada micazy e Melrita.

Journal Entry 17 by Libelinhar from São Domingos de Rana, Lisboa (distrito) Portugal on Wednesday, May 12, 2010
Confesso que não faz o meu genero de leitura, no inicio estive quase a desistir mas quando apareceu o Sr.Ozu dei por mim agarrada á leitura. Não gostei foi do fim da história, acho que devia ter terminado de outra maneira.
Obrigada Melrita pela partilha e pelo tempo que fiquei com o livro.

Segue viagem para a folha-de-outono assim que tiver a morada.

Journal Entry 18 by Libelinhar from São Domingos de Rana, Lisboa (distrito) Portugal on Wednesday, May 12, 2010
Confesso que não faz o meu genero de leitura, no inicio estive quase a desistir mas quando apareceu o Sr.Ozu dei por mim agarrada á leitura. Não gostei foi do fim da história, acho que devia ter terminado de outra maneira.
Obrigada Melrita pela partilha e pelo tempo que fiquei com o livro.

Segue viagem para a folha-de-outono assim que tiver a morada.

Journal Entry 19 by folha-de-outono on Friday, May 28, 2010
Olá!

O livro chegou hoje. Mais uma vez, muito obrigada! :)


Journal Entry 20 by folha-de-outono at Amadora, Lisboa (distrito) Portugal on Tuesday, July 06, 2010
Já terminei a livro! Li-o em dois dias, pois é bastante leve e a leitura flui muito facilmente.

Não me conquistou logo nas primeiras linhas, mas, de página em página, foi prendendo a minha atenção.

Gostei bastante das referências literárias, filosóficas, cinematográficas, etc... Deu-me vontade de revisitar a obra do cineasta Ozu, que estudei em tempos, na faculdade.

O livro tem passagens muito bonitas e gostei muito das personagens centrais, assim como das relações que se estabeleceram entre elas.

E devo dizer que adorei os últimos capítulos.

Obrigada, melrita, pela generosidade da partilha e por te teres lembrado de mim. Acho que não teria pegado neste livro se não fosse o bookray.
Vou agora emprestá-lo a alguém que manifestou vontade de lê-lo e que não pertence ao bookcrossing. Mas, depois disso, o bookray irá continuar a circular. :)



Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.