A Sétima Porta

by Richard Zimler | Literature & Fiction |
ISBN: 1845294874 Global Overview for this book
Registered by semidio on 3/29/2008
Buy from one of these Booksellers:
Amazon.com | Amazon UK | Amazon CA | Amazon DE | Amazon FR | Amazon IT | Bol.com
2 journalers for this copy...
Journal Entry 1 by semidio on Saturday, March 29, 2008
Sinopse:

Em 1990, Richard Zimler descobriu numa cave de Istambul sete manuscritos do século dezasseis escritos por um cabalista chamado Berequias Zarco. Um deles narrava o pogrom de Lisboa em 1506 e a recriação dessa narrativa por Zimler resultou no best-seller internacional O Último Cabalista de Lisboa. Mas, o que revelavam os outros seis manuscritos?
Em Berlim, na década de Trinta, o descendente de Berequias Zarco, Isaac Zarco, está determinado a descobri-lo. Está convencido que o pacto entre Hitler e Estaline – para além de outros «sinais» - anuncia que uma profecia apocalíptica feita pelo seu antepassado está prestes a concretizar-se. Acredita também que, se conseguir descodificar esses textos cabalísticos medievais, pode salvar o mundo.
Passado durante a subida ao poder de Hitler e a guerra que os nazis moveram contra os deficientes, A Sétima Porta junta Sophie Riedesel - uma jovem espirituosa, artística e sexualmente ousada – com um grupo clandestino de activistas judeus e antigos fenómenos de circo liderados por Isaac Zarco. Quando uma série de esterilizações forçadas, estranhos crimes e deportações para campos de concentração dizimam o grupo, Sophie, agora já adulta, tem de lutar com todo o seu engenho para salvar tudo o que ama na Alemanha – a qualquer preço.

Journal Entry 2 by semidio on Tuesday, September 02, 2008
Vai seguir de empréstimo para o Jota-P.

Espero que gostes!

04.09.2008 - Seguiu hoje, via CTT.

Journal Entry 3 by Jota-P from Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Friday, September 05, 2008
E não é que já está comigo? Foi bem rápido. Muito obrigado semidio por este muito simpático empréstimo. Não estava era à espera que fosse tão grande, mas parece que à medida que a saga Zarco foi avançando, o Zimler lhe foi acrescentando cada vez mais páginas.

Tentarei ser breve, até porque me parece que este livro vai ser muito interessante. Como estive em Berlim há pouco mais de 3 meses, foi com grande prazer que folheei as primeiras páginas (onde aparece um mapa da dita cidade, embora na época nazi).

Mais uma vez obrigado! Até breve!

Journal Entry 4 by Jota-P from Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Tuesday, September 30, 2008
Que dizer deste livro? Será que "sublime" basta? Eu acho que não.

Foi o facto de saber que havia 4 livros que andavam à volta de diferentes ramos de uma família de judeus portugueses que me impeliu a começar a ler os livros do Richard Zimler. E mais do que ler, acho que os devorei! Para terem uma noção, acabei de ler O Último Cabalista de Lisboa no princípio de Agosto, dez (!) dias depois já tinha terminado o Goa ou o Guardião da Aurora e no segundo dia de Setembro já tinha o Meia-Noite ou o Princípio do Mundo lido.

Chegado ao fim da saga, posso dizer que A Sétima Porta foi, sem sombra de dúvida, o meu preferido, logo seguido de O Último Cabalista e do Guardião da Aurora. O Meia-Noite foi aquele de que gostei menos, talvez por a história me parecer algo inverosímil, como se neste mundo pudesse haver redenção, justiça e consolo. Acho que acabei por gostar mais dos outros 3 livros, precisamente porque neles essas coisas estão ausentes e onde, no fim, nem tudo acaba bem.

Adorei A Sétima Porta embora considere que, a determinada altura, seja um livro demasiado longo. No entanto, como o li calmamente (embora não pareça, já que o li de forma bastante rápida!), pude ir saboreando cada página. Há certos acontecimentos que parecem arrastar-se por mais páginas do que seria necessário (além de serem relativamente difíceis de compreender por serem demasiado elaboradas e por haver muitas personagens à mistura, algumas das quais acabamos por nos esquecer, mas que depois são resgatadas mais à frente na narrativa), mas isso só serve para querermos continuar a ler sem parar a magnífica prosa deste excelente contador de histórias que é o Zimler. Além disso, é fantástico o facto de ele escrever um livro de forma "circular", ou seja, só compreendemos verdadeiramente o primeiro capítulo depois de termos lido o livro todo. Eu fiz a experiência e é muito engraçado perceber que o autor nos conta quase tudo no princípio, mas só o conseguimos perceber no fim.

Acho que o que mais gosto na escrita deste autor acaba por ser a sua subtileza ao narrar a história, dando uma profundidade incrível às personagens, aos espaços em que elas se movem e às próprias situações em que elas se encontram. E depois... Depois temos uma história muito bem contada, passada durante o período nazi, mas não caindo na tentação de falar do que seria mais fácil quando se juntam num mesmo livro nazis e judeus. Este não é um livro sobre o Holocausto que trata os judeus como os coitadinhos. Eu pelo menos não o senti, ainda que tenha ficado sensibilizado em determinadas alturas. A questão é que aqui a história não se foca única e exclusivamente nos judeus, mas alarga-se às outras minorias que também foram maltratadas pela ideologia nazi.

Para terminar, devo dizer que este é o desfecho(?) ideal para a saga Zarco, um verdadeiro fechar do círculo. Tudo encaixa correctamente, como as peças de um puzzle (embora haja a tal peça que destoe, o terceiro livro da saga, Meia-Noite ou o Princípio do Mundo). Muito obrigado semidio por este amabilíssimo empréstimo. Deverá seguir novamente para casa nos próximos dias. Já sabes, a minha prateleira de livros está à tua disposição!

Journal Entry 5 by Jota-P from Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Wednesday, October 01, 2008
O livro vai seguir hoje de volta para a semidio. Muito obrigado, mais uma vez, por esta belíssima leitura.

Journal Entry 6 by semidio on Monday, October 06, 2008
De volta a casa!

Obrigada por teres tratado dele tão bem.

Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.