Cemitério de Pianos

by José Luís Peixoto | Literature & Fiction |
ISBN: Global Overview for this book
Registered by malmequer of Coimbra (cidade), Coimbra Portugal on 11/14/2007
Buy from one of these Booksellers:
Amazon.com | Amazon UK | Amazon CA | Amazon DE | Amazon FR | Amazon IT | Bol.com
10 journalers for this copy...
Journal Entry 1 by malmequer from Coimbra (cidade), Coimbra Portugal on Wednesday, November 14, 2007
Numa Lisboa sem tempo, entre Benfica e o centro, nascem, vivem, sonham, amam, casam, trabalham e morrem as personagens deste livro. No ventre de uma oficina de carpintaria aninha-se o cemitério de pianos, instrumentos cujo mecanismo, à semelhança dos seres que os rodeiam, não está morto, encontrando-se antes suspenso entre vidas. Exílio voluntário onde se reflecte, se faz amor, lugar de leituras clandestinas, espaço recatado de adúlteros, pátio de brincadeiras infantis e confessionário de mortos, é o espaço onde se encadeiam gerações.

Os narradores – pai e filho –, em tempos diferentes, que se sobrepõem por vezes, desvendam a história da família, numa linguagem intercalada de sombras e luz, de silêncio e riso, de medo e esperança, de culpa e perdão. Contam-nos histórias de amor, urgentes e inevitáveis, pungentes, nas quais se lê abandono, violência doméstica e faltas nem sempre redimidas que, no entanto, acabam por ser resgatadas pelo poder esmagador da ternura e dos afectos. Falam-nos de morte, não para indicar o fim, mas a renovação, o elo entre as gerações e a continuação: o pai – relação entre dois Franciscos, iguais no nome e no destino, por um gerado, do outro genitor – nasce no dia da morte desse primeiro Lázaro; o filho, neto do seu homónimo, morre no dia em que a sua mulher dá à luz.


Lista do BRing:
(As regras são as do costume: não escrever no livro, lê-lo no prazo de 1 mês - se não for possível, avisar -, contactar o inscrito seguinte umas páginas antes de terminar, enfim, tratar bem o livrinho)
1- eeeemaaaaaa
2- Taelsin
3- aropereira
4- Drowner
5- aneca
6- fungaga
7- Baiia
8- olhosdegato
9- PedroGamaVieira
10- kittycatss
11- Jota-P(está aqui)

E volta a casa!


Journal Entry 2 by eeeemaaaaaa on Thursday, February 28, 2008
Acabadinho de receber e muito vontade de descobrir este autor, obrigado Malmequer

Journal Entry 3 by eeeemaaaaaa on Friday, February 29, 2008
Divinal...não me lembro dó último livro que li do princípio ao fim sem intercalar com outros, pois por norma tenho sempre 3 a 4 livros em leituras...Adorei tudo, a linguagem, a construção e a criatividade.
O conçeito da morte como continuidade e não como final está muito bem conseguido através da geração desta familia..os que morrem deixam sempre algo aos que nascem e assim sucessivamente, e a comparação com a reparação dos pianos muito bem enquadrada.
Os narradores, pai e filho revelam uma família como tantas outras...afectos, traições e até violencia doméstica, tudo isto narrado em sobreposições, em tempos diferentes que por vezes se confundem de tão iguais....
Tambem os pensamentos de Lázaro são narrados através da passagem dos km na corrida que acabará com a vida dele, mas que irá celebrar o nascimento do filho...longe e tão proximo ao mesmo tempo....
Um dos melhores livros que li ultimamente...obrigado Malmequer quis conhecer este autor e deste esta oportunidade...vou contactar o Taelsin

Journal Entry 4 by Taelsin from Azambuja, Faro Portugal on Friday, March 14, 2008
Acabadinho de chegar. Obrigado malmequer pelo Ring e Emaaaa pelo envio.

Journal Entry 5 by Taelsin at on Friday, May 16, 2008

Released 11 yrs ago (5/16/2008 UTC) at

WILD RELEASE NOTES:

RELEASE NOTES:

Não apreciei a leitura. Muito confuso. Com paragráfos desligados e sem sentido...


Journal Entry 6 by aropereira from Funchal, Madeira Portugal on Wednesday, May 28, 2008
Já recebi o livro.
Obrigado malmequer e Taelsin

Journal Entry 7 by aneca on Friday, March 06, 2009
Recebi o livro à algum tempo e desde já as minhas desculpas pelo atraso na JE. Vou contactar o próximo da lista.

Journal Entry 8 by fungaga from Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Saturday, March 14, 2009
Obrigada, aneca, já recebi!

Journal Entry 9 by fungaga from Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Tuesday, March 31, 2009
Adorei este livro, como todos os que li do JLP. Chorei que me fartei, como com todos os livros dele... é um livro muito intenso, que toca uma Lisboa da qual não tenho memória em primeira mão mas que está presente em mim. Está muito bem escrito, embora por vezes (acho que é deliberado) seja difícil saber quem está naquele momento a contar a história. A história real que deu origem ao livro, do maratonista Francisco Lázaro, foi-me contada muitas vezes na minha infância e sempre me impressionou. Enfim, gostei mesmo do livro. Foi um prazer sofrido, é certo, mas um prazer.

Journal Entry 10 by fungaga from Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Thursday, April 16, 2009
O PGV e a kitty pedem para ser passados para o fim da lista. Querem continuar no ring, mas não podem recebê-lo agora. Vai seguir para a Baiia.

Journal Entry 11 by Baiia from Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Saturday, May 23, 2009
Já chegou! Obrigada! Espero ser breve.

Journal Entry 12 by Baiia from Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Tuesday, July 07, 2009
Não estou a conseguir pegar no livro, pelo que vou fazê-lo seguir assim que receba a morada.
Obrigada mesmo assim pela partilha.

Journal Entry 13 by Baiia from Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Thursday, July 09, 2009
Vai amanhã a caminho do olhos de gato. Peço desculpa pela demora. Não tenho tempo para pegar nele agora por isso não o retenho mais.

Journal Entry 14 by olhosdegato from Santarém, Santarém Portugal on Tuesday, July 14, 2009
Chegou hoje, vai ter de esperar um pouco.
Obrigado malmequer e Baiia
Boas Leituras!

Journal Entry 15 by olhosdegato from Santarém, Santarém Portugal on Tuesday, August 25, 2009
Terminei o livro a semana passada.
Uma leitura muito agradável, muito emotiva, sensitiva.
Gostei bastante.

Já contactei o PedroGamaVieira, e ainda não obtive resposta. Vou aguardar mais uns dias.

Journal Entry 16 by olhosdegato from Santarém, Santarém Portugal on Sunday, August 30, 2009
O PedroGamaVieira e a kittycatss não estavam disponiveis para receber o livro, vai seguir amanhã para o Jota-P.
Boas Leituras!!

Journal Entry 17 by Jota-P from Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Tuesday, September 01, 2009
Já há muito tempo que não leio um livro de José Luís Peixoto. Como tal, é com grande curiosidade que vou pegar neste. Obrigado olhosdegato pelo envio do livro.

Journal Entry 18 by Jota-P from Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Tuesday, September 08, 2009
Bem... Nem sei como começar esta JE... Talvez possa dizer que descobi os livros do José Luís Peixoto bastante cedo (ainda ele não dava entrevistas no Programa do Aleixo, nem no Vai Tudo Abaixo - hilariante!) e de todos os que li, gostei bastante, ao ponto de dizer que este era um dos meus escritores preferidos. Sei que na altura os livros me marcaram de alguma forma, talvez por eu me rever na forma de escrever dele.

No entanto - e lamento ter de dizer isto - quase que não suportava este livro até ao fim. O que é estranho, pois esta história, comparada com a dos outros livros do autor, evita mesmo a aura gótica e absolutamente inverosímil dos seus restantes romances, nos quais apenas encontramos personagens irreais e surreais (os gémeos siameses presos um ao outro pelo dedo mindinho de Nenhum Olhar, ou qualquer personagem de Uma Casa na Escuridão).

Em conversa com o José Luís Peixoto há algum tempo, ele disse-me que Cemitério de Pianos era o livro de que mais se orgulhava de ter escrito. Até compreendo porquê. Sem dúvida que ele escreve bem e, apesar de (ou talvez por...) não usar grandes floreados, consegue ter uma narrativa bastante límpida e simples. A própria construção da narrativa, desordenada, com o surgimento dos diversos episódios da família Lázaro contados na primeira pessoa (por duas pessoas diferentes) de uma forma não linear, está exemplarmente bem feita e deve ter sido complicada de fazer.

Porém, e não sei por que razão aconteceu isso, não consegui encantar-me com esta história. O exercício que os narradores nos exigem a meio da narrativa é até bastante interessante, obrigando-nos a assimilar tudo o que foi escrito até ali e deixando-nos atentos até ao fim. E não é que tudo bate certo? Mas esse exercício de transposição do pai para o filho e do filho para o avô confundiu-me e, apesar de já ter dado a volta ao miolo, não consigo apreendê-la. Que quererá JLP dizer exactamente? Que em nós vivem as gerações anteriores a nós próprios? Ou tentou simplesmente fazer um retrato da sociedade portuguesa (onde não faltam o adultério, a violência doméstica, mas também o amor e a ternura dos laços familiares), que sempre se renova, num círculo sem fim?

O livro não é absolutamente mau. Mas então, por que não fiquei entusiasmado com ele? Por que me custa então dizer que gostei muito deste livro? É que, na verdade, apenas posso dizer que gostei assim-assim. Houve momentos em que me fez bocejar (por ter algumas passagens desinteressantes) e até questionar a sanidade do autor... Por exemplo, quando, a determinada altura, põe o Simão (a personagem mais sofrida e aquela que, porventura, se tornou na minha preferida) a contar às sobrinhas a história da bufinha cor-de-rosa e do peidinho verde. Que coisa mais disparatada!

Enfim, obrigado malmequer por me teres dado oportunidade de ler este livro. Também já tinha ouvido falar da história do verdadeiro Francisco Lázaro e foi surpreendente encontrar aqui uma apropriação - fictícia, é óbvio - dela (engraçado que, desde 1912, mais ninguém o tentou fazer).
E apesar de este livro não me ter levado às nuvens, pude desfazer a curiosidade que tinha em relação a ele.

Estou à espera da morada da kittycatss para fazer o livro seguir viagem.

Journal Entry 19 by Jota-P from Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Thursday, September 10, 2009
O livro seguiu hoje para a kittycatss! Espero que faça boa viagem e que venha a ser apreciado pelos próximos leitores. Mais uma vez obrigado, malmequer, por teres posto este livro a circular.

Journal Entry 20 by kittycatss from Ovar, Aveiro Portugal on Wednesday, September 16, 2009
chegou agora mesmo :)

Muito obrigada pela oportunidade de o ler!

Journal Entry 21 by kittycatss from Ovar, Aveiro Portugal on Friday, January 01, 2010
Vou fazer com que este livro siga viagem, sem o ter lido :(
O meu tempo de leituras anda cada vez mais restrito e diminuido e como não quero abusar da generosidade da malmequer, este livrinho segue viagem já na segunda.
Muito obrigada pela oportunidade malmequer!!

Journal Entry 22 by Jota-P from Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Thursday, January 07, 2010
Este livro está de novo comigo, aparentemente porque a kittycatss se enganou. Vou contactar a malmequer para saber o que lhe devo fazer.

Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.