As cinzas de Angela

by Frank McCourt | Biographies & Memoirs |
ISBN: 9722322389 Global Overview for this book
Registered by wingNakipawing of Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on 9/26/2018
Buy from one of these Booksellers:
Amazon.com | Amazon UK | Amazon CA | Amazon DE | Amazon FR | Amazon IT | Bol.com
13 journalers for this copy...
Journal Entry 1 by wingNakipawing from Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Wednesday, September 26, 2018
de wook.pt

" Nas noites trágicas, geladas, visitadas pelo espectro da fome e arquejantes, sacudidas pela violência da tuberculose, Frank conhece, na intimidade, a impiedade da miséria. Cresce nos bairros pobres, apinhados, de Limerick, na Irlanda dos anos 40, exangue pela guerra civil, carente de sustento material e intelectual; cresce à mercê da crueldade, da insensatez, do adormecimento negligente que transforma cada dia de um quotidiano dramático numa cruzada contra a morte. Frank McCourt revisita a criança que foi com uma vitalidade contangiante, e a sua voz lírica, plena de uma energia rara, de musicalidade, de humor, profere as suas memórias numa prosa impetuosa, pictórica, sagaz, com a graça narrativa dos grandes romances. Uma obra que comove e deslumbra pela sua beleza, pela sensibilidade que supera o sofrimento e o rancor e torna-se matéria-prima de uma narrativa sobre o amor e o crescimento. "Prémio Pulitzer" de 1997."

Journal Entry 2 by wingNakipawing at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Sunday, September 30, 2018

Released 1 yr ago (9/30/2018 UTC) at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal

CONTROLLED RELEASE NOTES:

Este livro viaja para ti pela RABCK Livros prontos a viajar. Espero que gostes.

Journal Entry 3 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Thursday, October 04, 2018
Chegou ontem, num envelope muito original.
Obrigada Nakipa

Journal Entry 4 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Wednesday, December 26, 2018
Autobiografia de uma infância passada na Irlanda dos anos 30 e 40: miserável, machista, católica, brutal com os indefesos. Podia ser um retrato de Portugal da mesma altura, embora me tenha levado a pensar que a miséria urbana, como aquela que é retrata aqui, é mais impiedosa do que a miséria rural onde, pelo menos, há sempre um talhão de terra para cultivar umas couves, e paus para acender a lareira. Aqui, nos dias em que havia carvão, muitas vezes as refeições diárias eram compostas por pão e chá (com folhas reaproveitadas). Comer um ovo era um luxo que nem nos dias de festa muitos podiam alcançar.
Apesar de todas as tragédias - o pai que gasta o salário todo na bebida, a alta mortalidade infantil, as casas insalubres, as pulgas e piolhos, a brutalidade da escola, as doenças consecutivas - este livro consegue não ser depressivo, graças aos apontamentos de humor e à inocência com que as coisas são contadas. Observamos tudo pelo olhar atento mas ingénuo de Frankie, com perguntas que vai aprendo a guardar para si.
Foi uma bela descoberta, que me apetece muito partilhar.

Journal Entry 5 by conto at Lisboa (city), Lisboa (distrito) Portugal on Monday, January 07, 2019
Chegou!!!
Confesso que desconfiava que seria esta a tua escolha, depois das dúvidas sobre o que seleccionar e na sequência dos rasgados elogios enquanto o lias, ao ponto de o ires acrescentar à lista dos melhores livros que tinhas lido no ano. Fiquei mesmo feliz, até porque se não fosse assim teria de to pedir emprestado e a verdade é que já não sei para onde me virar... ;)
A ler asap.

Journal Entry 6 by conto at Lisboa (city), Lisboa (distrito) Portugal on Sunday, January 20, 2019
Para não variar, confirmo que não posso criar muitas expectativas ou corro o sério risco de me desiludir com o que, de outra forma, me poderia surpreender de uma forma mais positiva.
Neste caso não sei se foi isso, mas a verdade é que tinha grandes expectativas e que elas não se confirmaram com a leitura do livro. Porquê? Pois não sei bem dizer, mas às tantas estava farta do rol de desgraças mais que expectáveis porque repetitivas e do tom com que são contadas. Se de início até gostei da perspectiva infantil que é dada à forma como as cenas são relatadas, depois cansou-me.
Não deixa de ser, no entanto, um retrato brutal e infelizmente bem real (não só da época mas de vários, inúmeros lugares por esse mundo fora, na actualidade) e, nesse aspecto, percebo o prémio Pulitzer, até pela vertente de testemunho.
Obrigada pela partilha Irus (não me perdoaria se não lhe tivesse pegado!). Seguirá caminho nos primeiros dias do Fevereiro.

Journal Entry 7 by ichigochi at Vila Nova de Gaia, Porto Portugal on Wednesday, February 06, 2019
Que boa surpresa!
Apesar de ser um livro com alguns anos, ainda nunca tinha calhado passar-me pelas mãos.
Vou ali lê-lo e já volto ;)

Journal Entry 8 by ichigochi at Vila Nova de Gaia, Porto Portugal on Monday, March 04, 2019
Gostei muito desta leitura.
Apesar da sucessão de tragédias, e da miséria que nos acompanha do princípio ao fim do livro, o autor consegue transmitir a sua história com uma ingenuidade tocante, além de nos oferecer passagens verdadeiramente hilariantes.

Estive até ao fim do livro à espera de perceber o motivo do título, mas entretanto já pesquisei e parece que essa parte da história vem relatada no livro que conta a continuação da história do Frank McCourt (título "'Tis", que é a última palavra deste livro no original - "Pois é!" na versão PT). Inicialmente estava previsto que os dois fossem uma única obra e daí este título.

Muito obrigada pela partilha irus.
O livro seguiu hoje para a marialeitora.

Journal Entry 9 by marialeitora at Vila Real, Vila Real Portugal on Thursday, March 07, 2019
Livro maravilhoso! Já lido! Não vou reler porque ainda há pouco tempo matei saudades dele. Aconselho o filme, também. https://www.youtube.com/watch?v=NPXP17JJ4GY

fica a aguardar a viagem do fim do mês

Journal Entry 10 by Baiia at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Thursday, March 28, 2019
Já chegou. Obrigada pela partilha.

Journal Entry 11 by Baiia at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Monday, May 06, 2019
Gostei muito deste livro apesar de ser uma história profundamente triste que espelha uma época de fome, miséria e brutalidade.
Segue hoje para a Maria-Nunes.

Journal Entry 12 by Maria-Nunes at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Wednesday, May 08, 2019
Li este livro há anos (ainda no século passado) e lembro-me que gostei mesmo muito!
Não sei se o voltarei a ler agora... Vou aproveitar a dica da marialeitora e (tentar) ver o filme :-)


Journal Entry 13 by Jota-P at Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Tuesday, July 02, 2019
Infelizmente, vou ter de passar este livro ao próximo sem o ter lido na totalidade. Este mês foi mês de férias e férias é normalmente sinónimo de viagens para o estrangeiro... Apesar de ter levado o livro comigo, praticamente não lhe peguei, e verdade seja dita, quando estamos de férias num sítio soalheiro apetece-nos umas bebidas frescas e umas leituras leves... Um rol de desgraças, umas atrás das outras, entre mortes de bebés, gente a passar fome, gente a viver sem condições de higiene, não é aquilo que queremos ler quando queremos descansar e divertirmo-nos. Por essa razão, fui deixando o tempo passar sem fazer grande esforço para terminar o livro. Quando dou por ela, estamos já no início de Julho e na altura de enviar ao próximo.

Li até à página 116 (de um total de 372)... Será que a lista de desgraças se iria prolongar até à última página? Se sim, então ainda bem que não o li até ao fim... Que me perdoe a irus por eu não ter feito o esforço de o ler, mas isto de ter de cumprir prazos nem sempre resulta, principalmente quando se trata de um livro exigente, seja pelo tema, seja pelo elevado número de palavras!

Journal Entry 14 by MargaridaPires at Pias (Serpa), Beja Portugal on Thursday, July 25, 2019
Está comigo (já chegou há alguns dias).

Obrigada!

Journal Entry 15 by MargaridaPires at Pias (Serpa), Beja Portugal on Thursday, August 15, 2019
Até agora foi o meu livro favorito do Bookring Múltiplo!

É uma história muito bem contada, apesar de ser bastante dura. Vou adicionar os livros seguintes à minha wishlist!

Viajou na 2ª-feira para o próximo leitor

Journal Entry 16 by wingArvoreswing at Porto Santo (ilha), Madeira Portugal on Friday, August 16, 2019
Chegou hoje. Felizmente, já o li há uns anos, e posso fazê-lo seguir atempadamente.
Cá fica o meu comentário à leitura de 2011:
https://www.bookcrossing.com/journal/3949400/

Journal Entry 17 by wingArvoreswing at Porto Santo (ilha), Madeira Portugal on Tuesday, August 27, 2019
Seguiu hoje para a xtorya.
Boas leituras.

Journal Entry 18 by xtorya at Santiago do Cacém, Setúbal Portugal on Thursday, August 29, 2019
Recebido hoje, será lido em breve. Obrigada.

Journal Entry 19 by xtorya at Santiago do Cacém, Setúbal Portugal on Monday, September 30, 2019
Gostei muito de ler este livro. Uma história comovente mas escrita de um modo tão suave...
Obrigada pela oportunidade. Segue amanhã para a próxima leitora.

Journal Entry 20 by ladylouve at Lisboa - Benfica, Lisboa (cidade) Portugal on Sunday, October 06, 2019
Já cá está. Vou começá-lo já amanhã, em princípio!

Obrigada! :)

Journal Entry 21 by ladylouve at Lisboa - Benfica, Lisboa (cidade) Portugal on Tuesday, October 22, 2019
Apesar de ter gostado da linguagem do livro, acabei por ficar dessensibilizada para a sucessão de horrores e misérias, que se mantém do início ao fim sem interrupções. Assim, acabei por não sentir nenhuma relação com a personagem e, por um lado, quase desejava que lhe acontecessem coisas ainda mais terríveis...

Por outro lado, é um retrato interessante desta sociedade miserável e ultra-católica, da qual não tinha grande conhecimento.

Já viajou para a próxima leitora!

Journal Entry 22 by Pequete at Bragança, Bragança Portugal on Saturday, October 26, 2019
E já está comigo. A ler em breve!

Journal Entry 23 by Pequete at Bragança, Bragança Portugal on Friday, November 01, 2019
O título era-me familiar, mas não sei porquê, meteu-se-me na cabeça que era uma história de crime (talvez por causa do título) e coloquei-a imediatamente de parte, não prestando grande atenção aos comentários elogiosos que lhe ia ouvindo/lendo por aqui e por ali. Ou pelo menos, não o suficiente para me aperceber que se tratava, não de uma história de crime, mas de uma autobiografia de uma infância passada entre a Grande Depressão e a Segunda Guerra Mundial.

Quando me chegou pelo correio, através desta iniciativa do Bookcrossing, que nos surpreende cada mês do ano com um livro diferente, pensei "Que chatice. Afinal vou mesmo ter que pegar neste livro, pelo menos dar-lhe o benefício da dúvida e ler umas páginas, nem que seja para desistir mais adiante".

Podem imaginar a alegria, quando comecei a ler, e percebi que se tratava de uma coisa completamente diferente. O livro retrata uma vida muito dura e de grande miséria, mas o autor consegue fazê-lo de forma que em vez de nos sentirmos permanentemente chocados, tristes ou comovidos com as vicissitudes desta(s) família(s), também nos riamos com vários episódios, contados com a candura típica de uma criança, que desempenha aqui o papel de narrador.

Um dos melhores livros que li este ano. Obrigada, irus!

Journal Entry 24 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Friday, January 17, 2020
Regressado a casa e pronto para novas aventuras.

Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.