A Tristeza dos Anjos

by Jón Kalman Stefánsson | Literature & Fiction |
ISBN: Global Overview for this book
Registered by wingArvoreswing of Porto Santo (ilha), Madeira Portugal on 11/20/2015
Buy from one of these Booksellers:
Amazon.com | Amazon UK | Amazon CA | Amazon DE | Amazon FR | Amazon IT | Bol.com
3 journalers for this copy...
Journal Entry 1 by wingArvoreswing from Porto Santo (ilha), Madeira Portugal on Friday, November 20, 2015
"Na Islândia, a natureza é dura, austera e terrivelmente fria, quase tão rude quanto o coração dos homens; e, no entanto, confrontados com a grandeza das paisagens e a hostilidade dos elementos, estes continuam obstinadamente a opor-lhes a sua força até caírem de exaustão.

Jens, o carteiro, consegue chegar à aldeia e assim salvar-se da tempestade que fustigou o seu caminho. Chegou quase sem vida, mal se distinguindo as suas formas do manto de neve e de gelo que o cobrem. Quem o socorre é o rapaz órfão e Helga. Mas Jens terá pouco tempo para se restabelecer, deverá retomar a sua viagem e levar o correio aos longínquos fiordes do Norte, 'ali onde a Islândia acaba e deixa lugar ao Inverno eterno'. Será o rapaz a acompanhá-lo nesta última e perigosa missão. Jens é um gigante mudo que carrega consigo o peso de um amor secreto e procura uma expiação nos gelos da paisagem desolada; o rapaz, em plena descoberta dos sentidos e da sua própria identidade, crê no poder salvífico das palavras, que tornam a humanidade sublime e maldita. Duas solidões inconciliáveis que se unem numa marcha épica através do inferno branco, uma batalha fraterna para defender a dignidade do homem contra o cruel mistério da natureza."

Journal Entry 2 by wingArvoreswing at Porto Santo (ilha), Madeira Portugal on Saturday, September 17, 2016
A tristeza dos anjos é materializada em flocos de neve. A Islândia está carregada dessa tristeza.

A neve, o vento, as montanhas, o mar, todos os elementos da natureza são personagens poderosos neste livro e, acredito, na paisagem islandesa. Jón Kalman Stefánsson leva-nos a conhecer o lado tenebroso desses elementos, confrontando-os com a fragilidade humana: os amores, o álcool, a solidão, a morte... Uma viagem épica e sufocante.

Um livro muito bem escrito, com personagens muito bem definidas e intensas.
Ponto negativo deste livro é a sua tradução, por vezes irritante. Fiquei com a sensação de que foi traduzido à pressa, sem revisão ou cuidado.

Journal Entry 3 by wingArvoreswing at Porto Santo (ilha), Madeira Portugal on Monday, September 26, 2016
RABCK enviado hoje para a menina irus Ramazzotti :-)
Boas leituras.
Beijos

Journal Entry 4 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Wednesday, September 28, 2016
O livro bateu à porta (na verdade, tocou à campainha, mas dizer isso não é tão interessante) pouco depois de eu ter lido uma entrevista com Jón Kalman Stefánsson que, por estes dias, tem estado em Óbidos, no festival Folio.
Parece-me um ótimo presságio.

Obrigada, bétula atlântica.

Journal Entry 5 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Wednesday, December 28, 2016
Um livro denso, na escrita e no tema (uma viagem pela ilha, de um carteiro e o rapaz que o acompanha, num ambiente hostil de tempestade de neve e vento). Às vezes é cansativo, porque os dois pouco mais fazem do que atravessar charnecas, sempre cheios de frio, sujeitos à fúria dos elementos, ocasionalmente parando em pequenas casas para passarem a noite. Mas é um livro muito bonito que, nessas breves paragens nos dá um vislumbre da vida dos islandeses quando uma folha de papel entregue a crianças era um presente incrível, de que nunca tinham podido usufruir.
Tal como me tinha acontecido quando li "Gente Independente", também neste livro (passado num período anterior) me surpreendi com a extrema pobreza dos islandeses, acentuada mais ainda aqui, pelo isolamento e por um inverno que parece interminável. São essas condições que moldam o caráter férreo e teimoso desses homens, personagens inesquecíveis.

Além da tradução (certamente feita da versão inglesa, de tal forma se nota algumas expressões traduzidas à letra) não gostei do fim, que nos deixa num ponto de suspense, num "convite" descarado à leitura do próximo livro da trilogia.

Vai ficar aqui, parado, a aguardar leitor que se deixe encantar por esta tristeza invernal.

Journal Entry 6 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Saturday, February 18, 2017
RABCK para Maria-Nunes que também já andou a vagabundear por estas paragens.

Journal Entry 7 by Maria-Nunes at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Friday, February 24, 2017
já chegou!
obrigada, querida Irus :-)


Journal Entry 8 by Maria-Nunes at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Wednesday, July 12, 2017
Comecei a ler ontem.
Que bom é voltar à Islândia ... :-)

Journal Entry 9 by Maria-Nunes at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Wednesday, August 09, 2017
Li este livro bem devagarinho porque apreciei muitíssimo ler (quase) cada frase (erros de tradução, à parte...).
Quase que se "sente" aquele isolamento, aquele frio, aquela fome...

Amei este livro (infelizmente o único que li desta trilogia, mas a ler os outros 2, assim que tiver oportunidade - será que alguém aqui do BC os tem?)

Mais uma vez, muito obrigada, Irus querida!

Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.