Chuva

by Kirsty Gunn | Literature & Fiction |
ISBN: 9789724610979 Global Overview for this book
Registered by wingArvoreswing of Porto Santo (ilha), Madeira Portugal on 7/7/2014
Buy from one of these Booksellers:
Amazon.com | Amazon UK | Amazon CA | Amazon DE | Amazon FR | Amazon IT | Bol.com
This book is in a Controlled Release! This book is in a Controlled Release!
8 journalers for this copy...
Journal Entry 1 by wingArvoreswing from Porto Santo (ilha), Madeira Portugal on Monday, July 07, 2014
TBR

Journal Entry 2 by wingArvoreswing at Porto Santo (ilha), Madeira Portugal on Tuesday, April 26, 2016
Este livro é uma espécie de transe, um prisma aquático.
Duas crianças, de 12 e 5 anos, entregues a si próprias num longo Verão, junto ao lago. Os pais em celebração permanente, abrindo as portas de casa aos convivas. Muito álcool, muita música e muita despreocupação.

Ao mesmo tempo onírico e tenebroso, este livro fala da celebração da vida e do Verão, da liberdade, dos comportamentos extremados e das suas consequências.

Em pouco mais de 100 páginas, Kirsty Gunn consegue fazer-nos entrar nesta viagem como se fôssemos um dos personagens. O livro, aliás, parece-me ter algo de autobiográfico ou, pelo menos, ser baseado em factos verídicos.
Uma bela descoberta, sem dúvida. Vou estar atento a outros escritos da autora.

Journal Entry 3 by wingArvoreswing at Porto Santo (ilha), Madeira Portugal on Sunday, July 24, 2016
Para libertação na OBCZ da cafeteria do Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, em Bragança.

Vou enviá-lo para a irus que se encarregará de o libertar por mim.
Obrigado.
Abraços.

Journal Entry 4 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Wednesday, July 27, 2016
Que oferta tão simpática e surpreendente.
Vou liberta-lo na OBCZ mas, se não te importas, vou lê-lo primeiro, porque me parece muito apetitoso.

Journal Entry 5 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Sunday, August 07, 2016
No início imaginei este livro em versão ilustrada, um livro infantil com belas imagens de duas crianças a viverem em liberdade, numa casa junto a um lago. As corridas ao longo da praia, a descoberta dos peixes, da areia no fundo, do prazer de mergulhar.
Depois, aos poucos e subtilmente vão aparecendo os adultos, sempre distantes, mas suficientemente presentes para se tornarem uma ameaça. E as crianças só eram verdadeiramente livres e felizes quando distantes desse mundo de festa, jogo e álcool.

É um livro marcante, tanto pelo estilo da escrita, onde as coisas nunca são mencionadas de forma direta e crua, como pelo apego que criamos pela narradora que tem uma necessidade enorme de acarinhar e proteger o irmãozinho.

Gostei muito, obrigada arvores

Journal Entry 6 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Tuesday, August 09, 2016
Vai viajar em bookring - sem pressas

- ladylouve
- Janeka
- cometa24
- conto
- Pequete

Journal Entry 7 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Friday, September 02, 2016
Chegados a setembro, com muita vontade de chuva e temperaturas mais amenas, o livro vai viajar até à ladylouve.

Journal Entry 8 by ladylouve at Lisboa - Benfica, Lisboa (cidade) Portugal on Monday, September 12, 2016
Hoje abri a caixa do correio e estava lá este pobrezinho meio torto.... ;) Como conseguiu esta proeza o carteiro ainda estou para ver, lol

Mas está são e salvo e será lido dentro de momentos, assim que terminar o que tenho em mãos! :) Muito obrigada!

Journal Entry 9 by ladylouve at Lisboa - Benfica, Lisboa (cidade) Portugal on Saturday, September 24, 2016
Terminei-o há algum tempo, mas ainda não tinha dito nada, sorry ;<

Gostei muito deste livro. De certa forma foi reminiscente da minha própria infância, com todas aquelas festas entre adultos que parecem tão estranhas para as crianças. Certamente com uma componente autobiográfica, achei que o livro caracteriza muito bem o ambiente veraneante, mas também a relação entre irmãos e, sobretudo, a passagem para a adolescência com toda a carga emocional que isso traz. Digo mesmo mais: http://naomeapeteceestudar.blogspot.pt/2016/09/chuva.html

Agora, aguardando informações intergalácticas para continuar sua viagem :)

Journal Entry 10 by ladylouve at Lisboa - Benfica, Lisboa (cidade) Portugal on Friday, September 30, 2016
A cometa prefere não receber o livro por agora, portanto vou passar à frente e contactar Janeka :)

Journal Entry 11 by ladylouve at Lisboa - Benfica, Lisboa (cidade) Portugal on Sunday, October 16, 2016
Segue viagem para a Janeka!

(à qual peço desculpa, pois lhe garanti ser a última pessoa: só agora vi a Pequete lá nos finais toda escondidinha... Sorry!)

Journal Entry 12 by Janeka at Turquel, Leiria Portugal on Monday, October 24, 2016
O livro já está comigo!

(hehe, sem problema, ladylouve!)

Journal Entry 13 by Janeka at Turquel, Leiria Portugal on Sunday, January 22, 2017
Uma certa dose de carga emocional numa história tão curtinha. Foi uma boa leitura.

Obrigada pela partilha, irus.

Vou entrar em contacto com a cometa24.

Journal Entry 14 by cometa54 at Setúbal, Setúbal Portugal on Saturday, February 11, 2017
Ui que me esqueci da je.
Mas já o recebi penso que a semana passada (?)
Obrigada menina e menino.

Journal Entry 15 by cometa54 at Setúbal, Setúbal Portugal on Sunday, March 12, 2017
A água...
A alegria de estar junto ao lago, sempre a ser explorado, mais e mais pelos irmãos. Os adultos, ausentes e simultaneamente presentes. O crescimento/a adolescência. O saber-se, ao fim de poucos páginas, o terrível.
A escrita.

Vou contactar a próxima, a conto.

Obrigada por esta pérolazinha.


Journal Entry 16 by wingcontowing at Lisboa (city), Lisboa (distrito) Portugal on Wednesday, March 22, 2017
Depois de ter visto o bailado "Rain" de Anne Teresa De Keersmaeker baseado neste conto, como não querer lê-lo?
Como não querer pegar-lhe depois depois de ter lido que "(...) o conto Rain, de Kirsty Gun, ficou 'em cima da mesa de trabalho' em Real Time mas não foi usado e encontrou o seu caminho para a peça que leva o seu nome. O que eu gosto nesse texto é a descrição extremamente objetiva, precisa, quase clínica de como fazer reviver - Anne Teresa procura a palavra certa - , ressuscitar um corpo em caso de emergência, que ações efetuar, como proceder com, por exemplo, alguém afogado, como trazer essa pessoa de volta à vida. É uma descrição muito mecânica mas depois transforma-se em algo muito emotivo, na história de um sentimento de perda inevitável e na noção de que a única forma de lidar com ela é aceitá-la. Em Rain, ressoa um corpo inteiro de trabalho, no seu desejo e na sua maneira de fazer. Fisicamente é uma peça muito intensa e exigente, pode-se muito facilmente chegar à exaustão. Mas é muito diferente da exaustão de Rosas danst Rosas, muito mais combativa. E mais sensual e jubilatória, acho. É realmente uma corrente de energia que dura todo esse tempo em que música e dança se encontram. E é na verdade uma peça de grupo em que dançar juntos, na verdadeira aceção do termo, é crucial, mas em que cada bailarino tem um papel individual."?
Obrigada!

Journal Entry 17 by wingcontowing at Lisboa (city), Lisboa (distrito) Portugal on Tuesday, March 28, 2017
Gostei e não gostei.
Ou seja, gostei porque está efectivamente muito bem escrito, mas é um género que não é bem o meu. É um bocado prosa poética e eu não sou mesmo dada a poesias.
Seja como for, adorei ler neste momento e ver/entender um pouco por dentro o processo criativo.
Obrigada pela partilha gente!
Vai voltar ao seu destino em breve...

Journal Entry 18 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Wednesday, April 05, 2017
Depois de ter dado uns passeios por aí, vai então sentar-se na prateleira da OBCZ Graça Morais, a aguardar quem o leve para mais uma voltinha.

Journal Entry 19 by Pequete at Bragança, Bragança Portugal on Monday, April 17, 2017
Aqui o meu jardim anda um bocado seco, de modo que a chuva veio até aqui dar uma voltinha, antes de ir assentar na OBCZ Graça Morais.

Journal Entry 20 by Pequete at Bragança, Bragança Portugal on Monday, April 24, 2017
Terminei este livro num dia em que o tempo refletia exactamente o ambiente da história que é contada - um céu nublado, um cheiro a terra molhada e a ameaça de que vai desatar a chover a qualquer momento, sem que tal se resolva acontecer... A escrita é muito boa, o ambiente pesado, sentimos que a desgraça pode acontecer a qualquer momento. Gostei bastante, por tudo isto, mas ainda assim, como dizem os ingleses, este género "is not mycup of tea".
Como combinado, vai ser libertado na OBCZ Graça Morais, numa próxima visita.

Journal Entry 21 by Pequete at Bragança, Bragança Portugal on Friday, May 12, 2017

Released 2 yrs ago (5/12/2017 UTC) at Bragança, Bragança Portugal

CONTROLLED RELEASE NOTES:

Vou libertar este livro logo à tarde, na OBCZ do Centro Graça Morais, onde espero que encontre novos leitores.

Journal Entry 22 by Caf_GracaMorais at Bragança, Bragança Portugal on Friday, May 12, 2017
Mais um livro à espera de novos leitores no Café Graça Morais.

Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.