corner corner Impacto Zero

Medium

Impacto Zero
by Colin Beavan | Other
Registered by Jota-P of Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Thursday, March 25, 2010
Average 9 star rating by BookCrossing Members 

status (set by micazy): to be read


10 journalers for this copy...

Journal Entry 1 by Jota-P from Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Thursday, March 25, 2010

This book has not been rated.

As aventuras de um cidadão comum que tenta salvar o planeta e aprende muito sobre si próprio e o nosso estilo de vida.

Que grau de felicidade retiramos dos produtos que consumimos e que esgotam os recursos do planeta?
Será possível viver de forma ecológica na cultura moderna?
Estaremos todos condenados à extinção, ou seremos capazes de inverter o rumo do aquecimento global se repensarmos o nosso estili de vida e implementarmos pequenas mudanças?

IMPACTO ZERO é um testemunho fascinante de um homem que decidiu viver durante um ano, em plena cidade de Nova Iorque, sem causar impacto no ambiente. Por outras palavras, tentou viver sem produzir lixo, sem poluir a água com toxinas, e sem usar coisas como elevadores, metro, ar condicionado, televisão, produtos embalados, detergentes e papel higiénico.
Não é intenção do autor proclamar aos quatro ventos que todos devemos prescindir de máquinas de lavar e copos de plástico. O que Colin Beavan nos propõe é que nos inspiremos no seu testemunho real e façamos uma reflexão sobre o nosso poder efectivo para ter impacto zero e, quem sabe, salvar o planeta. 


Journal Entry 2 by Jota-P at Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Thursday, September 22, 2011

This book has not been rated.

Aqui estão as regras para um BookRing bem sucedido:

1. Façam uma "Journal Entry" quando receberem o livro e outra quando acabarem de o ler, com a vossa opinião o mais completa possível.

2. No caso de precisarem de mais do que 1 mês para ler o livro, avisem numa "Journal Entry" para que os leitores seguintes saibam que o livro não está esquecido.

3. Podem sublinhar e fazer notas à margem do texto, mas façam-no a lápis.


Este livro vai passar pelas mesinhas-de-cabeceira de:
- SironaCollin
- irusdodot
- Pequete
- EvaLunaSylva
- catiaborboleta
- fungaga
- FallenAngels
- viverolivro
- micazy 


Journal Entry 3 by Jota-P at Sacavém, Lisboa (distrito) Portugal on Monday, September 26, 2011

This book has not been rated.

Este livro iniciou a sua viagem pelo mundo hoje! Espero que faça muitos amigos pelo caminho! 


Journal Entry 4 by SironaCollin at Porto - City, Porto Portugal on Thursday, September 29, 2011

This book has not been rated.

chegou e ja começei a ler um pouco, obrigada :DA 


Journal Entry 5 by SironaCollin at Porto - City, Porto Portugal on Friday, October 21, 2011

10 out of 10

É como se desejasse que este livro nunca acabasse, e acho que em parte isso é que me fez demorar tanto a lê-lo. Gostava sempre de descobrir mais.
Este livro conta o princípio de um homem, Colin Beavan, que deseja mudar o mundo para um mundo melhor. Não se considerando ambientalista. Colin está farto de dizer as pessoas que tem de poluir menos e cuidar mais do planeta, no entanto ele próprio nos dias de calor chegava a casa e ligava o ar condicionado. Até ao dia que decidiu dizer que para mudar os outros teria que se mudar primeiro a ele próprio, e a sua pequena família, a mulher e a Isabela, a sua filha.
Assim começa, durante um ano ele e a família vão passar sem poluir o ambiente.
O livro é fenomenal, descobri que apesar de eu ter consciência que ainda poluímos muito, há certas coisas que me fez ficar super espantada. Tendo em atenção que eta família vive em nova Iorque, nunca visitei, mas pelo que deu a entender tudo é servido em plástico, fazem quilos e quilos de resíduos e achei super estranho, eles não sabem cozinhar. Não tem tv, não usam papel higiénico, compram produtos locais, não comprando produtos alimentares de zonas a mais de 40km de distância, entre muitas outras coisas.
Neste livro, para além de descobrirmos maneira de não poluir o ambiente, Colin aprendeu e descobriu muito acerca de si e da sua família. Adorei as lições que Isabela que senão me engano tinha 2 ou 5 anos deu aos pais.
Completamente diferente do filme, pois conta como foi ele desde que se levantou de manhã para assoar o nariz a uma árvore morta até aos dias de hoje.
Fenomenal

Vou contactar a proxima e enviar. Obrigada pela partilha. :) 


Journal Entry 6 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Tuesday, December 27, 2011

This book has not been rated.

Chegou há uma semana e estava convencida de que tinha feito a JE mas, afinal, não.
Distrações de época natalícia...

Comecei a ler ontem, darei notícias em breve 


Journal Entry 7 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Saturday, January 07, 2012

This book has not been rated.

Mais do que a experiência em si, o que gostei mais no livro foram as reflexões do autor: quais as razões que nos levam a consumir? porque trabalhamos tanto apenas para conseguir consumir mais?
Não foi um livro revelador, mas gostei de o ler e acho que, no próximo verão, vou beber mais chá de hortelã.
Obrigada Jota-P 


Journal Entry 8 by irus at Bragança, Bragança Portugal on Saturday, January 07, 2012

This book has not been rated.

livro foi entregue hoje em mão à Pequete 


Journal Entry 9 by Pequete at Bragança, Bragança Portugal on Saturday, January 07, 2012

This book has not been rated.

Foi entregue, sim senhor e está mesmo aqui ao meu lado, a dizer "lê-me"... Vou tentar não demorar demasiado tempo a fazê-lo, e embora seja uma época de bastante trabalho, acho que não vai ser difícil lê-lo dentro do prazo. Se vir que não consigo, eu aviso.
 


Journal Entry 10 by Pequete at Bragança, Bragança Portugal on Thursday, January 19, 2012

This book has not been rated.

Embora não possa dizer que aprendi muitas coisas com este livro, a verdade é que gostei muito de o ler. Não tanto pelo relato factual da forma como, ao longo de um ano, uma pequena família americana mudou radicalmente o seu estilo de vida, procurando com isso causar o menor impacto possível em termos ambientais. Cá em casa também se recicla, também se reutiliza, também se evita o consumismo e o esbanjamento de energia e de água e também perdemos algum tempo a fazer escolhas quando compramos alguma coisa - menos produtos embalados, menos sacos de plástico, electrodomésticos energeticamente mais eficientes...Mas a verdade é que podíamos fazer muito mais. Mas não foi por me lembrar disso que gostei do livro. Do que realmente gostei, foi de todas as reflexões paralelas acerca do significado real que o consumo tem para as nossas vidas, de que forma isso contribui -ou não - para as melhorar, de forma palpável. E de que forma abdicar de certas comodidades e ter mais trabalho com certas tarefas pode, ao contrário do que poderíamos esperar, contribuir para a nossa felicidade, ao acarretar uma série de mudanças no nosso estilo de vida. Em suma, embora à primeira vista este livro possa parecer um relato "levezinho" e divertido de um doido americano que quis encontrar protagonismo propondo-se fazer uma mudança radical de vida, na verdade trata-se de um testemunho honesto e bastante inspirador. Porque a verdadeira questão não é se cada um de nós, através da acção individual, pode realmente fazer alguma diferença no estado global das coisas. A questão é se estamos dispostos a tentar e a agir de acordo com a nossa consciência, ou se preferimos viver alheados sem dedicar cinco minutos a pensar nas consequências dos nossos actos. Pelo que me toca, já fui buscar os lenços de pano que tinha guardados no fundo do armário e que andava há anos a pensar recuperar para substituír os de papel. Já nem me lembrava como são tão mais macios e confortáveis... E vou, certamente, apurar ainda mais os cuidados que já tinha no que toca à produção de lixo, especialmente no que se relaciona com as embalagens de plástico.
Obrigada pelo ring, Jota-P, o livro vai seguir adiante assim que receber a morada da EvaLunaSylva. 


Journal Entry 11 by EvaLunaSylva at Ribeira Brava, Madeira Portugal on Wednesday, January 25, 2012

This book has not been rated.

Já está comigo! 


Journal Entry 12 by EvaLunaSylva at Ribeira Brava, Madeira Portugal on Monday, February 06, 2012

This book has not been rated.

Ai Jota-P, começo por te agradecer a oportunidade desta leitura tão útil e agradável!
Retive algumas dicas para começar a aplicar cá em casa.
Se todos os cidadãos lessem este livro e adoptassem algumas das medidas aplicadas, de certeza que o nosso ambiente melhorava substancialmente!

Seguiu hoje viagem para a catiaborboleta. 


Journal Entry 13 by catiaborboleta at Setúbal, Setúbal Portugal on Thursday, February 09, 2012

This book has not been rated.

O livro já está comigo, chegou hoje. Vai ser o proximo a ser lido.

Muito obrigada pelo emprestimo. 


Journal Entry 14 by catiaborboleta at Setúbal, Setúbal Portugal on Tuesday, February 14, 2012

This book has not been rated.

Comecei a ler este livro hoje dia 14/02/2012. 


Journal Entry 15 by catiaborboleta at Setúbal, Setúbal Portugal on Thursday, February 16, 2012

9 out of 10

Acabei de ler o livro hoje dia 16/02/2012.
Muito obrigada pelo empréstimo.
Gostei muito de ler o livro, apesar de ter muitos dados estatísticos sobre questões ambientais nos Estados Unidos, mas que eram necessários para que existisse alguma credibilidade.

Com a leitura das várias medidas que o Colin descreveu no livro, levou-me a tomar algumas medidas em relação ao meu dia-a-dia... e começar a implementar mais algumas medidas para reduzir a minha pegada ecológica.
Como por exemplo a partir de hoje comecei a ir a pé até à paragem do autocarro, pois não posso ir a pé para o meu trabalho (moro em Setúbal e trabalho no Montijo).
Já desde o inicio do ano que deixei de comer em restaurantes e passei a fazer a minha própria comida e traze-la numa marmita para o local de trabalho (mais uma questão financeira do que ecológica).
Deixei tb de usar o elevador e comecei a usar as escadas (moro num 4º andar... não custa muito.)
E em casa já há quase um ano que tenho o cuidado de desligar todas as tomadas da corrente (fica só a do frigorifico).
Já não uso o micro-ondas há bastante tempo.
Também já substitui as lâmpadas lá de casa, por lâmpadas economizadoras.
Mas gostava de implementar mais medidas... e que não fosse só durante um mês ou um ano... mas para o resto da vida.
Se cada um fizer um pouco conseguimos fazer a diferença
 


Journal Entry 16 by fungaga at Lisboa - City, Lisboa (cidade) Portugal on Monday, March 05, 2012

This book has not been rated.

Já chegou e já o li nos dias de gripe da semana passada. Quando estava a ler o livro é que me lembrei de que tinha visto ou lido uma reportagem sobre ele. Gostei imenso, porque acho que ele responde, de forma pouco fundamentalista, a uma série de perguntas que ouço por aí e a outras que faço a mim própria. Apesar de cá em casa se fazerem uma série de coisas "amigas do ambiente" acho que poderíamos realmente fazer mais. Por exemplo, como agora temo recolha selectiva no nosso prédio, não nos temos preocupado tanto com as embalagens, porque as mandamos muito facilmente para a reciclagem (não ficam tantos dias acumuladas à espera da viagem ao ecoponto). Mas o mais certo era continuar a tentar diminuir o seu número... foi um bom wake-up call :-). E é uma leitura agradável. Obrigada, jotinha! Vou só emprestá-lo uns dias ao fungago e depois faço-o seguir. 


Journal Entry 17 by FallenAngels at Parede, Lisboa (distrito) Portugal on Wednesday, January 09, 2013

This book has not been rated.

Está comigo! Obrigada!! 


Journal Entry 18 by FallenAngels at Parede, Lisboa (distrito) Portugal on Thursday, April 04, 2013

This book has not been rated.

Engraçado que o que mais reti do livro, não foi tanto as medidas (muitas vezes drásticas...) de fazer uma vida bem mais ecológica, mas o sentido de que se trabalha para se comprar coisas e coisas, que depois não se usam, porque para as pagar se tem de trabalhar mais, restando pouco tempo para usufruto e assim sucessivamente.
Achei interessante a ideia que Colin Beaven teve, principalmente numa cidade (e país) em que a poluição é excessiva. Por acaso já estive em Nova Iorque, e uma das coisas que mais me impressionou, foi justamente a lixo produzido diariamente pela quantidade de embalagens de comida, por um lado. Por outro lado torna-se impressionante ver aquela gente nas lojas a comprar coisas sem critério nenhum. Se vou mudar o meu estilo de vida depois da leitura deste livro? Sinceramente acho que não, o meu modo de vida já é minimalista, pouco consumista e desde sempre procurei não provocar uma grande pegada ecológica, mas uma leitura destas é sempre uma mais valia.

Obrigada pela oportunidade e peço desculpa pela demora! 


Journal Entry 19 by FallenAngels at Parede, Lisboa (distrito) Portugal on Thursday, April 04, 2013

This book has not been rated.

Engraçado que o que mais reti do livro, não foi tanto as medidas (muitas vezes drásticas...) de fazer uma vida bem mais ecológica, mas o sentido de que se trabalha para se comprar coisas e coisas, que depois não se usam, porque para as pagar se tem de trabalhar mais, restando pouco tempo para usufruto e assim sucessivamente.
Achei interessante a ideia que Colin Beaven teve, principalmente numa cidade (e país) em que a poluição é excessiva. Por acaso já estive em Nova Iorque, e uma das coisas que mais me impressionou, foi justamente a lixo produzido diariamente pela quantidade de embalagens de comida, por um lado. Por outro lado torna-se impressionante ver aquela gente nas lojas a comprar coisas sem critério nenhum. Se vou mudar o meu estilo de vida depois da leitura deste livro? Sinceramente acho que não, o meu modo de vida já é minimalista, pouco consumista e desde sempre procurei não provocar uma grande pegada ecológica, mas uma leitura destas é sempre uma mais valia.

Obrigada pela oportunidade e peço desculpa pela demora! 


Journal Entry 20 by FallenAngels at Parede, Lisboa (distrito) Portugal on Monday, April 22, 2013

This book has not been rated.

Vai a caminho...finalmente...da viverolivro. Obrigada!!! 


Journal Entry 21 by viverolivro at Braga, Braga Portugal on Tuesday, May 07, 2013

This book has not been rated.

a semana passada recebi este livrinho, vai para TBR, grata pela partilha.
Serei breve 


Journal Entry 22 by micazy at Costa da Caparica, Setúbal Portugal on Tuesday, October 01, 2013

This book has not been rated.

Está comigo! Obrigada :) 




Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.