corner corner ALA - Entrevista no Público

Forum | << Portuguese - Português | Refresh | Search

corner corner

Sort Options Toggle Stats Options


Profile Image

ALA - Entrevista no Público

Complete Thread

Profile Image
Ri-me muito com as histórias da Agustina...
Profile Image
Ri-me muito com as histórias da Agustina...


Gostei desta entrevista, apesar de não dizer muito de novo. Também achei graça à Agustina, embora ele só refira o episódio porque é mais uma alfinetada ao Saramago - alguém próximo podia dizer-lhe que isso só o diminui a ele.
Profile Image
Ri-me muito com as histórias da Agustina...


Gostei desta entrevista, apesar de não dizer muito de novo. Também achei graça à Agustina, embora ele só refira o episódio porque é mais uma alfinetada ao Saramago - alguém próximo podia dizer-lhe que isso só o diminui a ele.

És capaz de ter razão, mas eu não vi a coisa por esse prisma, ele também fala das piadas que ela fazia sobre si própria e o marido.
A parte que gostei mais foi aquela em que falou dos livros que lia em miúdo, e da troca de correspondência com o Celine, não conhecia esta história (nem o Celine, a não ser de nome...)
Profile Image
Confesso que saltei algumas partes (não tenho mesmo paciência para o ALA...), mas assim de repente saltou-me isto à vista (e passo a transcrever)!!! Ahahah!!!

«- Não é vaidoso?
- Não, mas é evidente. De que vale ter vaidade?»

«- [aos 13 anos, quando escreveu ao autor francês Céline a dizer que queria ser escritor] Eu já tinha uma alta opinião de mim mesmo.»

«- Estava a folheá-lo no outro dia; o livro é do caraças! Fiquei de boca aberta com aquilo.
- Porquê?
- Porque não tenho a menor dúvida de que é.
- Explique um bocadinho.
- Não li, só escrevi, mas folheei-o e parece-me perfeito»

«- Este acho do caraças, o outro [livro que já tem escrito] é melhor ainda.»

«- Tem medo de que lhe aconteçam romances maus?
- Acho inevitável. Mas se continuar a escrever assim, meu Deus!»

«- Nunca fiz maus livros. Podia ter feito, mas nunca fiz.»

«- E claro que é um grande romance, fui eu que o escrevi! [risos] Não quer que eu seja sincero?! [ri-se outra vez] O livro está tão bem balançado. »

«- Gostava de fazer livros bons, mas isso já faço.»

«- Não é uma questão de vaidade, porque não somos autores do que fazemos, mas acho que ninguém escreve assim.»


Só mesmo para rir!
Profile Image
Ahahah!!!

«- Não é vaidoso?
- Não, mas é evidente. De que vale ter vaidade?»

«- (aos 13 anos) Eu já tinha uma alta opinião de mim mesmo.»

«- Estava a folheá-lo no outro dia; o livro é do caraças! Fiquei de boca aberta com aquilo.
- Porquê?
- Porque não tenho a menor dúvida de que é.
- Explique um bocadinho.
- Não li, só escrevi, mas folheei-o e parece-me perfeito»

«- E claro que é um grande romance, fui eu que o escrevi! [risos] Não quer que eu seja sincero?! [ri-se outra vez] O livro está tão bem balançado. »

«- Não é uma questão de vaidade, porque não somos autores do que fazemos, mas acho que ninguém escreve assim.»

«- Tem medo de que lhe aconteçam romances maus?
- Acho inevitável. Mas se continuar a escrever assim, meu Deus!»

Só mesmo para rir!


Ah, mas essa é precisamente a parte que lhe acho piada. Podíamos gostar mais dele se fizesse o "número" do escritor humilde cheio de inseguranças. Mas ele é bom, sabe que o é e não tem problemas (nota-se) de o dizer.
É como o Mourinho, "the special one".
Há vaidade, claro, mas também consciência do valor que têm.

Gosto de pessoas assim.

A contradição no ALA é que também se nota que ele está mortinho para ganhar o Nobel mas aí faz o número de não querer saber, se isso só agradaria aos mais próximos dele, que para ele não conta nada. Bullshit!
Profile Image
A contradição no ALA


Eu acho bem que ele não seja um falso humilde, até porque se se considerasse a si próprio um coitadinho, mais valia estar quieto e não escrever nada... Agora, dizer que não é vaidoso e depois sair-se com aquelas "pérolas"...! Enfim!

Também não me parece nada bem que ele ande a zurzir noutros escritores, por exemplo, dizer que a literatura existencialista é má, ou então a eterna questão com o José Saramago, que já nem cá está para se defender... Cada um tem, de facto, a sua opinião, mas achar-se ele próprio fantástico e que escreve livros "do caraças" (e que tem a certeza disso!!!) em detrimento de tantos outros que vieram antes e depois dele... Não sei se não é mesmo algum complexo de inferioridade nobeliano!
Profile Image
Exacto. E é exacto, porque eu concordo com vocês os dois. :D
A questão da vaidade é com-ó-outro (a mim incomodam-me mesmo, mesmo aqueles convencidos a quem eu não reconheço razão para o serem) agora a forma como diz mal de tanta gente e de forma tão agressiva, faz-me mesmo confusão. Aquela maneira de dizer "Depois ganhou aquela merda!" sobre o Ishiguro... francamente, não entendo. É que num habia nexexidade nenhuminha!
Quanto ao mais e a entrevista no geral... A mim soa-me, de novo, a mais do mesmo e também li muita coisa na diagonal porque falta-me a pachorra para estas entrevistas dele.
Profile Image

:)

eu gosto, cada vez mais, deste estilo "estou-me nas tintas", do António...e não me importo de o ver zurzir a torto e a direito...
Profile Image

RE: :)

eu gosto, cada vez mais, deste estilo "estou-me nas tintas", do António...e não me importo de o ver zurzir a torto e a direito...


Eu também!
Profile Image

RE: :)

e não me importo de o ver zurzir a torto e a direito...


Mas quem é o ALA para o fazer? Eu já li alguns livros dele e não gostei. Não gostei especialmente dos temas e não gostei da forma de escrever. Como eu, talvez haja outras tantas pessoas que pensam o mesmo. E algumas delas, talvez sejam escritoras. Ficar-lhes-ia bem dizer numa entrevista que o ALA é «uma merda»? Volto a dizer, cada um tem direito à sua opinião, mas vir dizer para uma entrevista este tipo de coisas, não, sinceramente, não gosto...
Profile Image
e não me importo de o ver zurzir a torto e a direito...


Mas quem é o ALA para o fazer? Eu já li alguns livros dele e não gostei. Não gostei especialmente dos temas e não gostei da forma de escrever. Como eu, talvez haja outras tantas pessoas que pensam o mesmo. E algumas delas, talvez sejam escritoras. Ficar-lhes-ia bem dizer numa entrevista que o ALA é «uma merda»? Volto a dizer, cada um tem direito à sua opinião, mas vir dizer para uma entrevista este tipo de coisas, não, sinceramente, não gosto...



;)

ele só disse que é bom! -e é....
podemos não morrer de amores por ele mas que é original é! e que tem coisas geniais, tem...

e, depois, a idade já lhe permite dizer aquelas coisas...
Profile Image
.
Profile Image

ele só disse que é bom! - e é...


marialeitora, não vale a pena estarmos aqui a alimentar estas polémicas :)
Mas, na verdade, ele não disse só que é bom! Ele disse que não é vaidoso, mas depois diz que escreve como mais ninguém e que aquilo que escreve é fantástico, e, ainda mais, que tem a certeza disso!! Se isso não é ser vaidoso, então não sei.

e, depois, a idade já lhe permite dizer aquelas coisas...


Depois, a questão de deitar abaixo outros escritores! Volto a perguntar, quem é ele para o fazer? Algum deus que tudo pode? Ainda que diga que não gosta do estilo do Saramago, que não gosta do Kazuo Ishiguro (de quem eu nunca li nada, mas que até pode ser o escritor favorito de muita gente que por aí ande...), etc., enfim, tolerar-se-ia... agora, dizer que «ganhou aquela merda», enfim, não sei, para mim, que já não vou muito à bola com o ALA, este tipo de comentários só o diminui. Mas isto é a minha opinião ;)


podemos não morrer de amores por ele mas que é original é! e que tem coisas geniais, tem...


E eu, por exemplo, não concordo nada com isto! Isso dá-me o direito, ou a alguém, de dizer que o que ele escreve é uma porcaria? O que pensarias tu se algum escritor dissesse isso do ALA?

Em todo o caso, como sabem, tenho uma certa atracçaãozinha pelos meus ódios de estimação, por isso sempre que saírem novas entrevistas deste senhor (assim como de outros...) vou continuar a lê-las! Não se trata de masoquismo voluntário, mas porque gosto de ter opiniões fundamentadas no que eles dizem e/ou escrevem. Assim sempre terei razões para continuar a alimentar estes meus "odiozinhos" de estimação! Ahah!
Profile Image
E hoje apanhei lá em casa um outro jornal com uma entrevista do ALA:

https://www.dn.pt/---/lobo-antunes-matou-alguem-na-guerra--vamos-passar-para-a-pergunta-seguinte-8910830.html

E eis se não quando, dá-lhe um ataque de (falsa?) modéstia:

«Como escritor - talvez não tenha direito a este título»
«e aos 16 percebi que não tinha talento.»
«Sempre tive muito pudor em relação ao ato de escrever.»
«Ou então vamos tendo outros eus. Há uma coisa que me alegra, ninguém escreve assim, mas não estou certo de ser eu que faço...»
«A mim aconteceu isto [escrever], é a única coisa que me interessa. »
«Sim, mas aquilo [as crónicas] não tem valor literário. Onde eu jogo a vida é nos romances.»
«É curiosa a mistura de modéstia e orgulho dos grandes escritores. Estou-me cagando para a crítica, agora só me dão cinco estrelas por todo o lado. O que também não quer dizer nada.»

É a mesma pessoa?

Profile Image
É a mesma pessoa?


Ó Jota dá-lhe um desconto, a idade não perdoa :)

De resto, subscrevo o que diz a maria ali acima. Goste-se ou não é genial e ninguém escreve assim. Podia era limitar-se a escrever e deixar as entrevistas - ou não, porque a polémica também vende. Ele sabe isso, a editora sabe isso, os jornalista sabem isso - prova disso é o título execrável dessa entrevista do DN.
Profile Image
... eu acho que tenho uma visão bastante informada e distanciada deste assunto. Fui leitora do ALA desde a primeira hora, e do Saramago desde o Memorial do Convento. Antes do Memorial, tinha lido um livro de crónicas ou contos do Saramago que infelizmente vendi depois na Feira da Ladra, e que pode ilustrar com clareza quão pavorosa e pirosa era a sua escrita, um neo-realismo da pior estirpe. Aliás, o teatro dele (vide 'A Noite' e outros) mesmo posterior ao Memorial, é irrepresentável, mesmo que o tenham representado :-D O Saramago reinventou-se inventou uma nova maneira de escrever, e a língua portuguesa não voltou a ser a mesma depois dele. A sua pessoa sempre me foi profundamente antipática, mas os livros vão perdurar para sempre.
Quando li Memória de Elefante, do ALA, foi como uma revelação. Nunca tinha lido nada assim. Fiquei completamente apaixonada. Ainda por cima o autor era lindo de morrer - ainda hoje nenhum desses fedelhos que escrevem tem um décimo do sex-appeal que ele tinha. Eu tinha 18 anos, não se esqueçam ;-)
Fui lendo apaixonada tudo o que um e outro lançavam, acompanhando o feudo e vendo que, embora eu antipatizasse com o Saramago, o fel era todo expelido pelo Lobo Antunes. Até que um dia, já não me lembro em que livro, palavra, reparei que estava constantemente a ler as mesmas coisas, sempre as mesmas coisas: eu, eu, eu, a infância, Benfica, o pai, os irmãos, as mulheres. Foi como um feitiço que se quebrou, cansei-me. E depois fui acumulando histórias atrás de histórias dele a tratar mal pessoas, outros escritores, e pareceu-me tudo tão mesquinho...
Continuei a não gostar por aí além do Saramago, mas acho que ele envelheceu muito melhor do que o ALA, e nunca esqueci uma frase que ele disse numa entrevista, a única coisa mais próxima de uma farpa ao outro que lhe conheço, uma citação de O'Neill: 'Não contes a vidinha!'
Tal como o próprio Lobo Antunes, não me parece que os livros dele venham a envelhecer bem.
Profile Image
Tal como o próprio Lobo Antunes, não me parece que os livros dele venham a envelhecer bem.


Já não estaremos cá para saber qual das obras (ou se ambas ou nenhuma) irá perdurar no teste do tempo. Embora concorde contigo com os temas que o ALA vai repetindo nas crónicas e nas entrevistas, acho que os últimos livros dele não serão tão egocêntricos.
Gostei muito do último que li - Da natureza dos deuses - em que pode haver ecos autobiográficos (não haverá sempre?) mas há também aquilo de que sempre gostei muito no ALA: a importância dada às personagens secundárias, que têm sempre uma vida própria, explorada até ao tutano.

No fundo (e aí 100% de culpa do ALA), nem deveríamos estar a comparar o incomparável. São duas personalidades com obras distintas que deveriam ser apreciadas (ou não) por si e não num debate de prémios e egos.
Profile Image
[Já não estaremos cá para saber qual das obras (ou se ambas ou nenhuma) irá perdurar no teste do tempo. ]

Fala por ti! A mim, desde que decidi viver, ninguém me arranca daqui.
Profile Image
[Já não estaremos cá para saber qual das obras (ou se ambas ou nenhuma) irá perdurar no teste do tempo. ]

Fala por ti! A mim, desde que decidi viver, ninguém me arranca daqui.


Então combinamos assim: ficas por cá e mandas sinais de fumo lá para cima. Se eu, por acaso, encontrar as almas penadas dou-lhes conta das notícias da sua notoriedade (às tantas encontro-os a beber uns copos de ambrosia juntos, a rirem-se de nos terem feito pensar que eram inimigos figadais).
Profile Image
[Já não estaremos cá para saber qual das obras (ou se ambas ou nenhuma) irá perdurar no teste do tempo. ]

Fala por ti! A mim, desde que decidi viver, ninguém me arranca daqui.


Então combinamos assim: ficas por cá e mandas sinais de fumo lá para cima. Se eu, por acaso, encontrar as almas penadas dou-lhes conta das notícias da sua notoriedade (às tantas encontro-os a beber uns copos de ambrosia juntos, a rirem-se de nos terem feito pensar que eram inimigos figadais).

:D :D :D
Profile Image
...que ainda tenho muito ALA e muito Saramago por ler.
Profile Image
...que ainda tenho muito ALA e muito Saramago por ler.

Pequete, tiraste-me as palavras dos dedos!!!
(excepto entrevistas, que não faço questão nenhuma de continuar a ler...)
Profile Image
...que ainda tenho muito ALA e muito Saramago por ler.

Pequete, tiraste-me as palavras dos dedos!!!
(excepto entrevistas, que não faço questão nenhuma de continuar a ler...)


Meninas, mi estante tu estante (tenho mais ALAs que Saramagos e poucos estão registados, mas estejam à vontade).
Profile Image
...que ainda tenho muito ALA e muito Saramago por ler.

Pequete, tiraste-me as palavras dos dedos!!!
(excepto entrevistas, que não faço questão nenhuma de continuar a ler...)


Meninas, mi estante tu estante (tenho mais ALAs que Saramagos e poucos estão registados, mas estejam à vontade).


Eu tenho tudo registado, e alguns Saramagos ainda estão por ler. Está tudo na colecção permanente e nos reservados (portanto émelhor procurarem em Todos), porque não são para libertar, mas para as meninas, estão ao dispor - se não se importarem de ler livros sublinhados...
Profile Image
...que ainda tenho muito ALA e muito Saramago por ler.

Pequete, tiraste-me as palavras dos dedos!!!
(excepto entrevistas, que não faço questão nenhuma de continuar a ler...)


Meninas, mi estante tu estante (tenho mais ALAs que Saramagos e poucos estão registados, mas estejam à vontade).


Eu tenho tudo registado, e alguns Saramagos ainda estão por ler. Está tudo na colecção permanente e nos reservados (portanto émelhor procurarem em Todos), porque não são para libertar, mas para as meninas, estão ao dispor - se não se importarem de ler livros sublinhados...

Pela minha parte, agradeço a ambas, mas ainda não chegou a época deles, no meu caso. Reconheço que tenho de me "atirar" um dia (não tanto o Saramago de quem já li alguns, mais o ALA de quem só li crónicas) mas com tanto que aqui tenho por deitar abaixo em termos de TBR, não vai mesmo ser já.
Profile Image
...que ainda tenho muito ALA e muito Saramago por ler.

Pequete, tiraste-me as palavras dos dedos!!!
(excepto entrevistas, que não faço questão nenhuma de continuar a ler...)


Meninas, mi estante tu estante (tenho mais ALAs que Saramagos e poucos estão registados, mas estejam à vontade).


Eu tenho tudo registado, e alguns Saramagos ainda estão por ler. Está tudo na colecção permanente e nos reservados (portanto émelhor procurarem em Todos), porque não são para libertar, mas para as meninas, estão ao dispor - se não se importarem de ler livros sublinhados...


Ah, calha bem, que eu tenho um fraquinho por livros sublinhados!
Agradeço muito as duas ofertas, ficam aqui anotadas para mais tarde, que agora, tal como para a conto, ainda não chegou a hora (para além de ter na TBR um de cada senhor, mais especificamente, Eu hei-de amar uma pedra e Ensaio sobre a Cegueira)
Profile Image
E é para continuar.
Leio o que escrevem e assobio para o lado eh eh.
Os 2 primeiros livros são de 1979: «Memórias de elefante» e «Os cus de Judas». São os que li, apesar de ter lido 'trocados' na ordem : o 2º em primeiro lugar - gostei imenso; o primeiro logo depois. Também gostei mas lembro-me da reacção :
' Pronto. Deste não preciso de ler nais nada'.
Tinha 25 anos, [ boca para a Marcenda; então passaste a ter mais 12 anos que eu? parecia-me que era ao contrário eheh ]~
Ainda não quebrei o enguiço, fora ter lido algumas crónicas. Parece que me ficou agarrada aquela 'idosa' conclusão.
Gostem, não gostem, claro é um dos direitos dos leitores.
Já está ( e escrevi agora rsss)
Profile Image
Hmmmm... não, nem por isso.
Thanks, but no, thanks.
;)
Profile Image

RE: :)

https://www.youtube.com/watch?...


Ó Jota, anda cá, que deste vídeo tu vais gostar :)
Profile Image

RE: RE: :)


Ó Jota, anda cá, que deste vídeo tu vais gostar :)


Eu nunca estou contente com nada, mas parece que o ALA ainda é pior! Eheh!
Bom vídeo, talvez um pouco longo demais, mas com partes que fazem arrancar umas gargalhadas!

Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.