corner corner É 1 de abril mas não mintam. O que andam a ler em mês pascal?

Forum | << Portuguese - Português | Refresh | Search

corner corner

Sort Options Toggle Stats Options


Profile Image

É 1 de abril mas não mintam. O que andam a ler em mês pascal?

Eu terminei há pouco o Longe do mar, do Paulo Moura. Mexeu muito comigo, ao retratar, o país miserável que fomos, não há tanto tempo assim.

""... em criança era muito pobre". Lembra-se de andar a ajudar os lavradores, e ir a casa pedir comida. A avó aquecia uma panela de água. Às vezes tinha um pouco de batata ou cebola para acrescentar, muitas vezes não tinha. Fortunato ingeria a água quente sem mais nada. Voltava ao trabalho e ao fim da tarde vinha comer mais sopa.
Fortunato contou-me isto e eu apenas sabia que ele não brincava porque outros, em Mazes e nas aldeias vizinhas, me havia descrito o mesmo. Em muitas alturas, principalmente no Inverno, a sopa que se comia era água quente sem nada. Por vezes com umas migalhas de pão.
Tal dimensão de pobreza é difícil de conceber. Olhando a terra em redor, coberta de vegetação, como acreditar que não houvesse uma couve ou uma batata para pôr na sopa? A verdade é que todos os pedaços de terra tinham dono, e aos pobres não cabia nada. Os recursos eram escassos, a sobrevivência uma luta. A pobreza é um conceito que nos escapa."

Ou este:
"A casa de Iria. O primeiro choque é a dimensão. Tem 7 ou 8 metros quadrados de área e uma divisão única... Iria conta como viviam. Em frente, encostada à parede, ficava a cama, uma espécie de berço de tábuas pregadas ao chão, com um metro de largura. Ali viviam as três mulheres, com a seguinte disposição: Iria e a avó com a cabeça para o lado da lareira, a mãe no sentido oposto. Era a única forma de se protegerem do frio, com palha de feno por baixo dos corpos e serapilheira de sacos de batata por cima. Levavam ovelhas a pastar, mas não tinham uma manta de lã."

É um livro pequenino, que devia ser de leitura obrigatória para aqueles que louvam as virtudes do passado.


Agora vou começar "Deixem passar o homem invisível", de Rui Cardoso Martins

Complete Thread

Profile Image
Eu terminei há pouco o Longe do mar, do Paulo Moura. Mexeu muito comigo, ao retratar, o país miserável que fomos, não há tanto tempo assim.

""... em criança era muito pobre". Lembra-se de andar a ajudar os lavradores, e ir a casa pedir comida. A avó aquecia uma panela de água. Às vezes tinha um pouco de batata ou cebola para acrescentar, muitas vezes não tinha. Fortunato ingeria a água quente sem mais nada. Voltava ao trabalho e ao fim da tarde vinha comer mais sopa.
Fortunato contou-me isto e eu apenas sabia que ele não brincava porque outros, em Mazes e nas aldeias vizinhas, me havia descrito o mesmo. Em muitas alturas, principalmente no Inverno, a sopa que se comia era água quente sem nada. Por vezes com umas migalhas de pão.
Tal dimensão de pobreza é difícil de conceber. Olhando a terra em redor, coberta de vegetação, como acreditar que não houvesse uma couve ou uma batata para pôr na sopa? A verdade é que todos os pedaços de terra tinham dono, e aos pobres não cabia nada. Os recursos eram escassos, a sobrevivência uma luta. A pobreza é um conceito que nos escapa."

Ou este:
"A casa de Iria. O primeiro choque é a dimensão. Tem 7 ou 8 metros quadrados de área e uma divisão única... Iria conta como viviam. Em frente, encostada à parede, ficava a cama, uma espécie de berço de tábuas pregadas ao chão, com um metro de largura. Ali viviam as três mulheres, com a seguinte disposição: Iria e a avó com a cabeça para o lado da lareira, a mãe no sentido oposto. Era a única forma de se protegerem do frio, com palha de feno por baixo dos corpos e serapilheira de sacos de batata por cima. Levavam ovelhas a pastar, mas não tinham uma manta de lã."

É um livro pequenino, que devia ser de leitura obrigatória para aqueles que louvam as virtudes do passado.


Agora vou começar "Deixem passar o homem invisível", de Rui Cardoso Martins
Profile Image
Ando a ler o mais recente de Zimler, "O Evangelho Segundo Lázaro". Interessante, mas sem a intensidade dos outros livros do autor, pelo menos por enquanto (já vou mais ou menos a meio).
Este ano está também a ser o ano da BD... A par da colecção Astérix (a um ritmo de 4 livros por semana), estou agora a ler também a colecção "O Decálogo" do autor Giroud com vários ilustradores. 10 livros sobre um suposto decálogo muçulmano. Bom argumento e bons desenhos (pelo menos os dos dois primeiros livros, que foi os que já li).
"Uma Morte Súbita" de J.K.Rowling está assim a modos que em banho-maria, à conta d' "O Evangelho...", que tenho de "despachar" por ser da biblioteca.
Profile Image

Zimmler

Gostei TAAANTO desse livro. Sou um fã do autor, já sabes, mas achei este livro muito bem escrito, muito pensado, muito intenso.
Profile Image

RE: Zimmler

mas achei este livro muito bem escrito, muito pensado, muito intenso.


Acabei de o ler hoje. também gostei bastante! Zimler raramente desilude ;)
Profile Image
Eu continuo com A Maçã no Escuro, da Clarice Lispector. Vai devagarinho porque é um e-book e eu não tenho e-reader, de maneira que só o leio nos intervalos do trabalho, quando estou no computador.
Por isso, comecei outros dois, ambos em papel:
The Gene: An Intimate History de Siddhartha Mukherjee, uma não ficção, cujo título é autoexplicativo, até ver muito bom.
e
Homens imprudentemente poéticos de VHM, um ring da nossa lady, so far so good, mas ainda estou no início.
Profile Image
Embrenhada na Amiga Genial, da Ferrante. Hoje foi difícil sair da cama porque me lembrei de me pôr a ler quando acordei, imagine-se!... Fui ficando até à hora de almoço, ts,ts,ts
Profile Image
Embrenhada na Amiga Genial, da Ferrante. Hoje foi difícil sair da cama porque me lembrei de me pôr a ler quando acordei, imagine-se!... Fui ficando até à hora de almoço, ts,ts,ts


O virús Ferrante é terrível. Quando ataca é difícil de curar.
Profile Image
Embrenhada na Amiga Genial, da Ferrante. Hoje foi difícil sair da cama porque me lembrei de me pôr a ler quando acordei, imagine-se!... Fui ficando até à hora de almoço, ts,ts,ts

E terminei de o ler ontem (ou ante-ontem?... já estou perdida). Gostei muuuiiiiiito! Não fiquei muito ansiosa para ler os seguintes porque já me tinha preparado antecipadamente, por isso agora em viagem vou ler um pequeno Camilo José Cela e na volta se verá.
Profile Image
Vou ter de ler essa Ferrante! E agora, o que é que eu faço à minha vida? Vocês dão cabo de mim, pá!
Profile Image
Quase a terminar. Lira Neto é jornalista e escritor. Dele li os três volumes da biografia de Getúlio Vargas. Neste primeiro volume ele descreve as origens e o crescimento do samba, entre os anos 1890 e 1930.
Na pilha TBR um livro que ganhei da minha filha, "Alex's Adventures in Numberland", de Alex Bellos, jornalista e matemático.
Profile Image
Quase a terminar. Lira Neto é jornalista e escritor. Dele li os três volumes da biografia de Getúlio Vargas. Neste primeiro volume ele descreve as origens e o crescimento do samba, entre os anos 1890 e 1930.
Na pilha TBR um livro que ganhei da minha filha, "Alex's Adventures in Numberland", de Alex Bellos, jornalista e matemático.


Eu li o Alex through the looking glass, do Alex Bellos, que foi escrito depois desse. Gostei muito, é um autor fantástico! Aqui: https://www.goodreads.com/---/25341190-alex-through-the-looking-glass
O meu pai esta a ler o Alex's Adventures in Numberland e a gostar muito também, vai-mo trazer assim que terminar.
Profile Image
Estou começando a leitura do "Alex's Adventures in Numberland". Há muito tempo eu li um livro sobre o mesmo assunto, do Isaac Asimov, "No Mundo dos Números".
Profile Image
de Fernando Sabino

Hoje também li uma série de contos, da colecção dos Contos Digitais DN
Profile Image
de Anthony Doerr

e

'O livreiro de Paris', de Nina George
Profile Image
recebido da nossa marialeitora na Lotaria de Inverno de 2016. Até ver, a gostar muito desta viagem pela Espanha de Franco. Só um cheirinho:
"Raffaele não conseguia entender os espanhóis, que tão depressa estavam a trocar garrafas de licor como a matarem-se entre eles. A matarem-se, além disso, com um ódio de que só eles pareciam capazes. "
Profile Image
Relatos de um peregrino russo ao seu pai espiritual



é bom, não é? gostei muito!
Profile Image

é bom, não é? gostei muito!
Profile Image
Muito bom, entretanto acabei-o e agora continuo em Espanha, com O Tempo entre Costuras, de María Dueñas.
Profile Image
O segundo volume dos meus robots predilectos. :)
Profile Image
"Relatos de um peregrino russo ao seu pai espiritual". Para já, muito interessante, é uma viagem no tempo e no espaço da religião que me está a dar que pensar.
Profile Image

Hush Hush

Um livro adolescente muito, muito, muuuuito terrível
Profile Image
Li umas páginas de "Butterflies in November" no avião, há uma semana, e 'prontus', mai nada!
Profile Image
Eu terminei há pouco o Longe do mar, do Paulo Moura. Mexeu muito comigo, ao retratar, o país miserável que fomos, não há tanto tempo assim.

""... em criança era muito pobre". Lembra-se de andar a ajudar os lavradores, e ir a casa pedir comida. A avó aquecia uma panela de água. Às vezes tinha um pouco de batata ou cebola para acrescentar, muitas vezes não tinha. Fortunato ingeria a água quente sem mais nada. Voltava ao trabalho e ao fim da tarde vinha comer mais sopa.
Fortunato contou-me isto e eu apenas sabia que ele não brincava porque outros, em Mazes e nas aldeias vizinhas, me havia descrito o mesmo. Em muitas alturas, principalmente no Inverno, a sopa que se comia era água quente sem nada. Por vezes com umas migalhas de pão.
Tal dimensão de pobreza é difícil de conceber. Olhando a terra em redor, coberta de vegetação, como acreditar que não houvesse uma couve ou uma batata para pôr na sopa? A verdade é que todos os pedaços de terra tinham dono, e aos pobres não cabia nada. Os recursos eram escassos, a sobrevivência uma luta. A pobreza é um conceito que nos escapa."

Ou este:
"A casa de Iria. O primeiro choque é a dimensão. Tem 7 ou 8 metros quadrados de área e uma divisão única... Iria conta como viviam. Em frente, encostada à parede, ficava a cama, uma espécie de berço de tábuas pregadas ao chão, com um metro de largura. Ali viviam as três mulheres, com a seguinte disposição: Iria e a avó com a cabeça para o lado da lareira, a mãe no sentido oposto. Era a única forma de se protegerem do frio, com palha de feno por baixo dos corpos e serapilheira de sacos de batata por cima. Levavam ovelhas a pastar, mas não tinham uma manta de lã."

É um livro pequenino, que devia ser de leitura obrigatória para aqueles que louvam as virtudes do passado.


Gosto muito do Paulo Moura!
Profile Image
Um "policial" à maneira do SK.
Muito bom, até agora
Profile Image
Volume 7

Que está a ser muito irritante, porque é um conto aparte e não avançam nada na história. Juro que se nos próximos volumes o autor não usar elementos desta secção me vou espumar toda
Profile Image
Mesmo no início.

Entretanto acabei "Deixem passar o homem invisível", de Rui Cardoso Martins, que me desiludiu. Apesar do tema ser interessante - um cego e uma criança caem no sistema de esgotos de Lisboa - acho que é tratado de forma superficial. O que é um contrassenso, tendo em conta que se tratam de de temas subterrâneos :)
Profile Image
à "boleia" do "Evangelho Segundo Lázaro" de Richard Zimler, peguei num livro que comprei há cerca de 10 anos, por proposta de um professor que tinha na altura: "A Verdadeira História de Jesus" de E.P. Sanders (o título em português não elucida muito, mas é um estudo historiográfico sério sobre aquilo que se pode inferir, de facto, sobre a vida da figura histórica de Jesus).

Também a ler o comic "Watchmen" da autoria de Allan Moore e Dave Gibbons... Não sou grande apreciador de comics (BD de super-heróis), mas este é um livro e referência e por enquanto esta está a ser interessante, apesar de ainda só ir no início.
Profile Image
Engraçado, no fim de semana fui a um evento de cosplay e comprei o Watchmen, que estava muito barato. :) Ansiosa por o ler.
Profile Image

Também a ler o comic "Watchmen" da autoria de Allan Moore e Dave Gibbons... Não sou grande apreciador de comics (BD de super-heróis), mas este é um livro e referência e por enquanto esta está a ser interessante, apesar de ainda só ir no início.


É mais uma Graphic Novel que um comic mas é muito bom!!
Profile Image

Neruda

Hoje estive de volta dos dois livros de poemas que a conto e a astra me cederam :) Amei de ultra-mega-paixão, mesmo inspirador!

Agora estou a ler Dom Casmurro, de Machado de Assis, que trouxe da LFL das Conchas
Profile Image

RE: Neruda

A propósito de Neruda, enviei "Confesso que vivi" há uma semana. Já recebeste? Não me lembro se tinha BCID :-!
Profile Image
Recebi, sim, desculpa! Como estava sem pc nessa altura esqueci-me completamente de o registar. :<
Profile Image
O meu livro de Natal BC: a gostar muito.

Ainda não abandonei Os memoráveis, Lídia Jorge, mas não me está a cativar.
Profile Image
Como referido anteriormente, foi enviado pelo Arvores para o meu projecto de "conhecer Neruda antes de ver o filme do Neruda" :p

Por agora estou com a opinião um pouco dividida. Tenho a sensação que escreve melhor poesia,
Profile Image
o 2º volume da trilogia do Bill Hodges.
mais um policial à la King.
Profile Image
Ainda vou no primeiro conto, mas estou a gostar bastante.
Continuo devagarinho com A Maçã no Escuro, da Lispector.
Profile Image

NADA! :-(

Estou sem óculos. Ficaram no continente para pôr lentes novas... Ainda não sei quanto tempo vai durar este jejum, mas já vou em quase desespero :-(
Profile Image
Estou sem óculos. Ficaram no continente para pôr lentes novas... Ainda não sei quanto tempo vai durar este jejum, mas já vou em quase desespero :-(


Mas tens óculos para ... ler? Nunca os vi. Aposto que não tens grande miopia e não sabes o que perdes ihihih. Em tendo, lê-se perfeitamente sem óculos, ainda que o nariz esteja encostado ao papel ( saber de experiência feito).

Também não estou a ler. Muita falta de concentração :(
Profile Image
Não tenho miopia (vejo lindamente ao longe, ainda que já comece a acusar algum cansaço). O que eu tenho é hipermetropia, o oposto de miopia. Encostar os olhos ao papel deixa-me cegueta :-/ Aliás, quanto mais perto, menos leio. E escrever/ler no computador também já se torna difícil.
Profile Image
E se fizéssemos uma "vaquinha" de leitura? Via skype cada um de nós oferecia-se para ler 15 minutos ao Arvores.
Tinhas é que aturar o que cada um de nós estivesse a ler, mas até podia ser divertido :)
Profile Image
E se fizéssemos uma "vaquinha" de leitura? Via skype cada um de nós oferecia-se para ler 15 minutos ao Arvores.
Tinhas é que aturar o que cada um de nós estivesse a ler, mas até podia ser divertido :)


Sim, aposto que seria uma experiência ímpar :-) Também me lembrei dos audio-livros mas o que eu queria era pôr as minhas leituras em dia, não era acumular outras tantas. Além disso, não tenho audio-livros comigo, neste momento. Enfim, hei-de sobreviver (acho!)
Profile Image
Eu cá punha as catraias a mexer (leia-se: a ler para mim). Desde que fosse leitura compatível com a idade, claro está.
Profile Image
Eu cá punha as catraias a mexer (leia-se: a ler para mim). Desde que fosse leitura compatível com a idade, claro está.


Um dos livros é em Inglês. O outro é o do Padura (Hereges), pesa mais do que elas :-) Mas a mainova vai-me ler "A vida mágica da sementinha", este fim de semana :-)

Quanto aos óculos da farmácia, nada feito. As graduações que tinham não têm nada a ver com o que preciso. Enfim, há que esperar. Não há-de ser nada :-/
Profile Image
Xi, que coisa horrível! Então e um par daqueles que vendem a 5 € nas farmácias, não serve para desenrascar, enquanto as lentes não vêm do "Contenente"?
Profile Image
Xi, que coisa horrível! Então e um par daqueles que vendem a 5 € nas farmácias, não serve para desenrascar, enquanto as lentes não vêm do "Contenente"?


Não sabia que também os havia na farmácia. Falaram-me nessa hipótese mas apenas nas lojas dos chineses e fiquei com medo de ficar com os olhos em bico, embora talvez até tivesse piada mudar de visual, agora que vou ficando cota :-)

Mailoguinho vou tentar saber disso na farmácia, apesar de aqui só haver uma e mal apetrechada. Às vezes é preciso esperar que mandem vir as coisas da Madeira...
Thanks! :-)
Profile Image

este!

http://www.fnac.pt/A-Avo-e-a-Neve-Russa-Joao-Reis/a1015683#

e recomendo! Muito
Profile Image

RE: este!

Ai, esse anda-me a piscar o olho há já uns tempos! E já leste A Noiva do Tradutor, do mesmo autor? Estou a pensar comprá-lo brevemente, se não tiveres lido, depois podemos fazer um empréstimo trocado...
Profile Image
Ai, esse anda-me a piscar o olho há já uns tempos! E já leste A Noiva do Tradutor, do mesmo autor? Estou a pensar comprá-lo brevemente, se não tiveres lido, depois podemos fazer um empréstimo trocado...



tenho os dois! ganhei um num sorteio, do próprio autor, no Facebook. O outro comprei-o! Quando acabar mando-te os dois! :)
Profile Image
Ai, esse anda-me a piscar o olho há já uns tempos! E já leste A Noiva do Tradutor, do mesmo autor? Estou a pensar comprá-lo brevemente, se não tiveres lido, depois podemos fazer um empréstimo trocado...



tenho os dois! ganhei um num sorteio, do próprio autor, no Facebook. O outro comprei-o! Quando acabar mando-te os dois! :)


Fixe!!
Profile Image
Andei a adiar a leitura deste livro durante algum tempo. A II Guerra Mundial fascina-me e achei que era um livro para saborear com tempo e não para andar a ler aos bocadinhos. Mas como nunca se sabe o dia de amanhã, este mês decidi começar a lê-lo :)
Vou a pouco mais de meio, é um livro forte e impressionante, que dá uma versão do que é estar no campo de concentração de Auschwitz que é diferente das que conhecia e do que imaginava.
É um relato sóbrio e concreto, diria mesmo um relato frio, que penso que faz jus ao local e à experiência a que se refere. Tem várias considerações sobre a mente humana que acho interessantes.
Profile Image
Já ando a ler desde o dia 1, mas andam pouco produtivas as leituras este mês...
Profile Image
um empréstimo de um gentil bookcrosser :-)

terminei "A história da menina perdida" e com ela a tetralogia da Amiga Genial, da Ferrante, claro!
Profile Image

Neruda

Biografia do dito cujo, que me foi emprestado por pessoa amorosa :)
Profile Image
End of Watch, num mês totalmente dedicado ao King.
Profile Image

LOL

.
Profile Image
Se mais alguém andar em maré de limpezas de Primavera, pode descarregar o livro gratuitamente aqui (versão brasileira):
http://lelivros.love/---/baixar-livro-menos-e-mais-francine-jay-em-epub-mobi-e-pdf-ou-ler-online/
Profile Image
Livro que trouxe da LFL das Conchas, juntamente com uma série de outros. Em preparação para a minha nova TBR :p
Profile Image
Mais uma colecção de álbuns de BD histórica, passada na época do Império Romano e cujo título é "Murena". Os autores são Dufaux e Delaby. Li o primeiro volume e penso que é muito bom!
Profile Image
de Vergílio Ferreira. Estou a gostar bastante :)

Are you sure you want to delete this item? It cannot be undone.